Jogadores russos fazem campanha contra o chefe da Nintendo da Rússia
49
Compartilhamentos

Jogadores russos fazem campanha contra o chefe da Nintendo da Rússia

Último Vídeo

A Nintendo vem sofrendo com a fúria de fãs russos que pedem pela cabeça do chefe da divisão da empresa na Rússia. Depois de vários casos em que o executivo tomou decisões nocivas, um vídeo com um streaming de Mario Kart que foi interrompido por ele ressurgiu na internet como forma de pedido para que a empresa tome alguma providência sobre o caso.

Há algum tempo, jogadores da Nintendo na Rússia descobriram que boa parte dos problemas com os jogos e produtos da empresa no país estão ligados às decisões de Yasha Haddaji, gerente geral local. Em setembro, a Nintendo da Rússia encerrou a venda de cartas de Pokémon depois que o preço delas aumentou devido a flutuações da moeda local.

Recentemente, lojistas tiveram dificuldade na hora de vender o novo jogo de Pokémon por falta de cópias de Pokémon Let's Go Eevee. O motivo? A Nintendo da Rússia pediu muito mais cópias da versão do Pikachu, tornando uma tarefa quase impossível encontrar a de Eevee no país.

Além disso, o gerente geral é acusado de ser grosseiro com funcionários e de fazer questão de tentar manchar seus nomes para outras companhias quando eles deixam a Nintendo. Para mostrar um pouco do "profissionalismo" de Yasha, fãs desenterraram um vídeo de um evento que aconteceu em julho de 2017.

Neste evento, que basicamente são alguns dias de streaming de jogos da Nintendo, o primeiro dia foi deletado da página oficial da empresa no VK, um dos sites de redes sociais mais usados no país. O motivo é que enquanto dois apresentadores tentam mostrar o gameplay de Mario Kart 8 Deluxe, membros da equipe parecem não ter a menor ideia de que está tudo ao vivo na internet e interrompem tudo de maneira grosseira.

O ponto alto é quando Yasha entra de maneira ríspida, continua no vídeo, e fala algumas palavras de baixo calão durante a transmissão, enquanto os apresentadores tentam salvar tudo do jeito que podem.

Uma campanha foi criada para que a Nintendo do Japão tome conhecimento do que está acontecendo e realize mudanças na divisão russa da empresa. Em resposta às alegações e ao vídeo, que apenas agora parece ter chegado ao conhecimento da matriz da companhia, a Nintendo enviou ao site Eurogamer uma nota afirmando estar investigando o caso e que o linguajar de Haddaji vai contra tudo o que a empresa representa.

Além disso, outras pessoas parecem ter procurado a empresa, que afirma também estar analisando outras acusações sobre o gerente geral. A Nintendo da Rússia foi aberta em 2012 e, desde então, não conseguiu apresentar bons números para manter um mercado saudável no país.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.
Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários