“Muitos jogos tratam os gamers como idiotas”, diz criadora de Splinter Cell

“Muitos jogos tratam os gamers como idiotas”, diz criadora de Splinter Cell

Último Vídeo

Em uma crescente geração de games que parece estar evoluindo a qualidade gráfica ao mesmo tempo em que se esquece de alavancar o quesito desafio, há quem faça parte dessa indústria moderna e que acredite que os jogos têm tratado os gamers como verdadeiros idiotas. Essa é justamente a opinião de Jade Raymond (da Ubisoft Toronto), uma das criadoras de toda a franquia Assassin’s Creed e chefe de tudo o que envolve a série Splinter Cell.

Em uma entrevista ao site The Grid, a bela Raymond expressou sua frustração afirmando que nem todo mundo que joga quer ver motosserras e garotas com seios gigantes, vestindo biquínis. “Nem todos os jogadores são jovens adolescentes e, pensando bem, nem mesmo os adolescentes querem mais isso”, afirma a produtora.

“O mundo do video game está evoluindo e nós estamos vendo mais variedade. A série Grand Theft Auto tem feito um ótimo trabalho apresentando excelentes personagens principais em suas produções — como o novo azarão imigrante. Mesmo assim, ainda não há um jogo no qual você assuma o papel de uma velha senhora. E esse é justamente o meu sonho”, diz Raymond.

Vale lembrar que a idealizadora de Assassin’s Creed já havia manifestado uma opinião semelhante ao longo dos anos anteriores, quando ela dizia que as desenvolvedoras pareciam estar subestimando um pouco a inteligência de seu público. Enfim, Raymond acredita que o pessoal que entra de cabeça no mundo dos games já está pronto para histórias mais maduras, com personagens mais complexos e com temas adultos.

Você está de acordo com a responsável pela trajetória de Splinter Cell? Então deixe sua opinião nos comentários abaixo e continue ligado para mais novidades sobre o mundo dos games.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.