Judgment já vendeu quase todos seus estoques no Japão após controvérsia

Judgment já vendeu quase todos seus estoques no Japão após controvérsia

Último Vídeo

A decisão da SEGA de suspender as vendas digitais e novas remessas físicas de Judgment no Japão após a polêmica relacionada ao ator Pierre Taki pode ter ajudado no sucesso do jogo. Segundo o Gematsu, 97% dos estoques iniciais do game já foram esgotados no país, fruto tanto do interesse dos consumidores quanto daqueles que desejam lucrar com o preço elevado do produto.

Judgment

Segundo o CCO da SEGA, Toshihiro Nagoshi, atualmente não há planos para o desenvolvimento de uma sequência de Judgment, aproveitando a atenção obtida atualmente. Ele também comentou sobre a prisão de Pierre Taki, afirmando que a publicadora não demorou a decidir sobre a paralização de novas remessas e vendas digitais.

Situação difícil

“Não havia uma maneira correta de lidar com a situação. No fim, eu também dei meu voto para paralisar as vendas”, afirmou Nagoshi. “Alguns pensaram e apontaram que ‘isso é ir longe demais” e que ‘não é relacionado ao game em si’, e eu não penso que essas opiniões não têm motivos — consigo ver por ambos os lados”.

Judgment

“Se fosse um jogo mais antigo lançado há um tempo considerável, nossas prioridades podiam ser diferentes, mas quando era algo que havia saído somente alguns meses antes, eu penso que essa é uma conversa diferente”, continuou o executivo. Nagoshi afirmou que, embora esteja feliz com as boas vendas de Judgment, ele não entende porque as pessoas não compraram o game logo de cara e tiveram que esperar por uma situação do tipo para fazer uma decisão.

Desenvolvido pela mesma equipe responsável pela série Yakuza, o game já tem lançamento confirmado para o dia 25 de junho no Ocidente. A versão que chega por aqui terá algumas modificações em relação ao original, incluindo a substituição do rosto e da voz de Pierre Taki pelas características de um ator substituto.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.
Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários