Voxel

Ken Levine fala sobre desenvolvimento de BioShock: Infinite

Último Vídeo

Fonte do vídeo: Machinima

Ken Levine, chefe da Irrational Games, divulgou um novo vídeo de BioShock: Infinite no qual comenta sobre a narrativa, desenvolvimento de personagens e seu papel na criação do título. Segundo ele, o personagem principal de Infinite é o próprio cenário, algo parecido com o que acontece nos dois primeiros jogos da franquia BioShock.

Durante o videodiário de desenvolvimento, Ken Levine comenta que Infinite segue a tradição estabelecida pelos dois primeiros jogos da franquia, nos quais boa parte da narrativa estava circunscrita na própria ambientação. Assim, parte da história é contada pelo mundo que cerca o jogador.

Img_normalTroy Baker e Courtnee Draper, os atores que emprestam suas vozes para os protagonistas Booker e Elizabeth, respectivamente, concordam com Ken Levine e expandem o conceito apresentado pelo criador. De acordo com os atores, os personagens são um elo entre o real e a ficção e também servem de “tradutores” da história, trazendo as informações do cenário para o jogador.

Enquanto isso, em entrevista cedida ao site Joystiq, Ken Levine explicou que seu envolvimento em BioShock: Infinite foi muito maior do que nas outras edições da linha. O chefe da Irrational Games comentou que as pessoas confundem seu papel com o deu editor de uma revista, quando na verdade ele também contribui diretamente para a produção de material.

Sem tomar crédito pelos esforços da equipe de desenvolvimento, Ken Levine afirmou que BioShock: Infinite é um jogo todo seu. Ele segue explicando que além de coordenar o time, ele também trabalha na produção de conteúdos.

Via Joystiq e Machinima

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.