Lag nunca mais? Bungie detalha melhorias nos servidores de Destiny 2
Seja o primeiro a compartilhar

Lag nunca mais? Bungie detalha melhorias nos servidores de Destiny 2

Último Vídeo

Destiny 2 promete ser um dos maiores lançamentos do ano, tanto nos consoles quanto no PC, no qual a série fará sua grande estreia. E para garantir que os jogadores tenham a melhor experiência no shooter online, a Bungie revelou como pretende implementar os servidores do game.

Se você já jogou o multiplayer ou cooperativo de Destiny, então certamente deve ter se deparado com alguma situação envolvendo problemas de latência - o famoso lag. Isso acontece porque o jogo utiliza um sistema peer-to-peer, baseado nas conexões entre os usuários. Na prática, significa que as partidas sempre são arranjadas levando em consideração a compatibilidade de conexão de internet entre você e os outros jogadores.

Lag em Destiny 2? Parece que isso será resolvido

O game até exibe um status de conexão dos gamers (verde para boa, amarelo para mediana, e vermelha para ruim), mas que no final das contas não explica muito bem como ela afeta o jogo. Além disso, sempre foi recomendado que o jogador com a melhor conexão seja o host da partida, pois afeta o gameplay como um todo. É por isso que você pode ter cruzado com um player se teleportando em partidas de Crisol: ele provavelmente era o host do esquadrão, que por sua vez foi "beneficiado" pelo lag.

Para Destiny 2, o estúdio quer reverter esse cenário. Em sua postagem semanal, a empresa reforçou uma afirmação anterior de que não haverá servidores dedicados em nenhuma plataforma. Contudo, assegurou ter "investido de forma significativa na infraestrutura dos servidores de Destiny", o que inclui os servidores na Nuvem.

Destiny 2

De acordo com a Bungie, parte dos problemas de latência em Destiny acontece porque todos os modos do game são hospedados em um único data center. Ou seja: a maior influência na jogabilidade é mesmo a conexão dos jogadores. Por este motivo, cada atividade em Destiny 2 (Assaltos, Crisol, Incursões) terá um servidor específico. "Você nunca mais sofrerá uma migração de host durante uma Incursão ou partida no Desafios de Osíris", disse o líder de engenharia na Bungie, Matt Segur.

Segur também deixou claro de que o estúdio não está utilizando servidores dedicados. "Destiny 2 usa um cliente-servidor híbrido e tecnologia peer-to-peer, tal como no primeiro Destiny. O servidor é autoritário na forma como o jogo progride, e cada jogador tem autoridade no seu movimento e habilidades. Isso nos permite dar aos jogadores a sensação de resposta imediata em todos os seus movimentos e tiros - independentemente de onde vivem e com quem estão jogando", explicou.

Eliminar a latência por completo é uma promessa ousada, mas certamente ocorrerá com menos frequência

O engenheiro ainda afirmou que, mesmo com as melhorias, os casos de latência podem não ser eliminados por completo. No entanto, a desenvolvedora garante que esse tipo de situação acontecerá com menos frequência. "Este é o melhor modelo para todas as experiências cooperativas e competitivas em Destiny 2. Queremos tornar o jogo mais acessível e justo para todos", completou.

Destiny 2 será lançado em 8 de setembro para PlayStation 4 e Xbox One. A versão de PC chegará algum momento após essa data.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.