Voxel

Lei contra a venda de jogos violentos é vetada nos EUA

Último Vídeo

Img_normal

A Suprema Corte dos Estados Unidos da América vetou uma lei estadual do estado da Califórnia que proibiria a venda e o aluguel para crianças de jogos considerados violentos. Para a decisão, a defesa argumentou utilizando a Primeira Emenda da constituição americana. De acordo com ela, qualquer julgamento moral sobre formas de arte é de responsabilidade do indivíduo, não do Estado.

Diversas pessoas ligadas à indústria dos video games emitiram declarações comemorando a vitória judicial. “Todos ganham com essa decisão, a Corte afirmou os direitos constitucionais dos desenvolvedores, os adultos mantiveram o seu direito de escolher o que é apropriado ou não em suas casas e os vendedores podem vender qualquer tipo de jogo sem medo de retaliações” disse o presidente da Electronic Arts, John Riccitiello.

No país, não há nenhuma restrição à venda de jogos para pessoas de qualquer idade. Alguns lojistas específicos, no entanto, utilizam a classificação realizada pelo Fórum de Avaliação de Softwares Eletrônicos (ESRB, na sigla em inglês) para impedir a venda de jogos indicados para maiores de 17 anos à menores de idade.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.