Mãe processa prefeitura de Kagawa por limitar o tempo de jogo do filho

Mãe processa prefeitura de Kagawa por limitar o tempo de jogo do filho

Último Vídeo

Apesar de o Japão ser um dos principais mercados de videogame no mundo, a prefeitura de Kagawa, no Japão, aprovou em março de 2018 uma controversa lei que limitava a quantidade de tempo que menores de idade podem gastar jogando videogames por dia. Uma mãe e seu filho não gostaram da medida e decidiram abrir um processo tentando recuperar sua plena liberdade para jogar.

Pela lei vigente, todas as crianças menores de 18 anos só podem jogar até uma hora de videogames durante a semana, ou 90 minutos nos finais de semana. De acordo com a mãe, que mora em Takamatsu, na província de Kagawa, essa medida "viola direitos humanos fundamentais" e "é inconstitucional".

Como parte do processo impetrado na semana passada, ela e seu filho de 17 anos pedem 1.54 milhões de ienes em danos morais, o que equivale a cerca de R$ 55.000. No entanto, a prefeitura não aplica qualquer sanção aos habitantes que não cumprem a lei, que pede apenas que as famílias cumpram as normas ao seu próprio critério e entendimento.

Como o processo ainda é muito recente e o mundo sofre com a pandemia do coronavírus, ainda deve demorar para sabermos o desfecho dessa história, mas conte para a gente aqui nos comentários o que você achou dessa medida inusitada adotada pela prefeitura de Kagawa!

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.
Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários