Img_normal

A Capcom abriu um precedente estranho com o último patch lançado para Marvel vs. Capcom 3: Fate of Two Worlds. Abertamente, a ideia era a seguinte: modificações necessárias para a inclusão de um novo modo de jogo, denominado Event. Entretanto, de acordo com reportes internet afora, a atualização fez mais do que isso, modificando ainda as características de vários personagens do game.

Entre as modificações mais dramáticas, aparece uma enorme redução de energia para a Sentinela. Anteriormente, o enorme caçador de X-Men trazia um dos maiores níveis de saúde do jogo, contando 1,3 milhões de “unidades”. De acordo com o site Shoryuken.com, o valor assumido agora é de 900.000.

Para quem não se lembra, a Sentinela foi o último personagem a ser confirmado em Marvel vs. Capcom 3, cuja entrada se deu em razão da sua enorme popularidade no título anterior do crossover, no qual, juntamente com Magneto e Tempestade, o imenso robô representava uma tremenda (e apelativa) força destruidora.

Img_normalDessa forma, natural que o personagem fosse alvo de críticas logo após o lançamento do título, no mês passado, conforme diversos jogadores reclamavam de um excesso de poder de fogo. Entretanto, conforme mencionou o site Next-gen.biz, o problema levantado dizia respeito aos ataques injustos... Não ao nível de energia. Ademais, é possível pensar: as reclamações realmente representam a maioria dos jogadores?

Além disso, com um total de 36 personagens dispostos em equipes de três, todos com múltiplos combos e assistências, parece quase natural que exista algum desequilíbrio de forças. Além do gigante de aço, também sofreram alterações Spencer, Akuma e Haggar.

Enfim, o patch parece trazer um consentimento tácito por parte da Capcom, uma admissão de falha — algo sem precedentes. Por fim, ainda conforme o Next-gen, uma modificação instalada à surdina faz supor que apenas quem grita mais alto é ouvido.