Voxel
94
Compartilhamentos

Melhorias de hardware devem aperfeiçoar a performance do Xbox One

Último Vídeo

Fonte da imagem: Reprodução/Microsoft

Os problemas notados já nas primeiras levas do Xbox 360 têm deixado uma questão tensa no ar: será que o console de nova geração da Microsoft vai funcionar adequadamente assim que for lançado às prateleiras do mercado? Após a E3 2013, evento que contou com a cobertura completa por parte do BJ, a empresa fundada por Bill Gates decidiu implantar uma série de mudanças no Xbox One.

Agora, além de uma GPU com clock de 853 mhz – o que garante um poder maior de processamento gráfico –, unidades suficientes do aparelho deverão ser produzidas até novembro (atendendo, assim, a larga demanda esperada). Kevin Krewell, analista de microchips da Microprocessor Report, diz que a Microsoft tem focado no aprimoramento de performance do Xbox One. “Vocês podem esperar que, neste caso, [os problemas do passado] não vão acontecer”, ressaltou Krewell.

“A Microsoft perdeu muitos consumidores na última geração por não se ‘importar’ com a qualidade dos problemas ‘reportados’ pelos jogadores (...). As taxas de insucesso foram altas demais – talvez um dos maiores problemas na história dos eletrônicos”, pode-se ler em trecho publicado por Dean Takahashi, redator do site Venture Beat. Isto é, não bastasse a pressão feita pela própria empresa, eventos passados têm colocado o Xbox One em um palco ainda mais delicado.

Tudo por mais confiança

Os “anéis vermelhos da morte”, apelido da falha que afetou o Xbox 360 há alguns anos, não deverão aparecer no Xbox One. Em 2005, uma arquitetura de chip não aprovada pela IBM acabou sendo utilizada pela Microsoft – essa é, inclusive, a justificativa ao erro dos “anéis vermelhos”. Agora, conforme já publicado por aqui, os kits de desenvolvimento finais estão sendo avaliados pelos desenvolvedores de jogos junto à Microsoft.

Fonte da imagem: Reprodução/Instructables

Com essas últimas implementações, “o rendimento [do novo console] pode ser melhor do que o previsto”, observou, por fim, Krewell. A produção do Xbox One depende, contudo, da relação entre a Microsoft e seus fornecedores – que se estreita cada vez mais com a aproximação da Gamescom 2013 (palco da exibição do “pacote final” do tal console).

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.