Voxel

Membro do Parlamento Britânico quer banir Modern Warfare 3

Último Vídeo

Img_normal

O membro do Parlamento Britânico Keith Vaz iniciou recentemente uma moção pedindo banimento de Modern Warfare 3. Bem, na verdade, o político se refere ao jogo como “Call of Duty 3”... Simples detalhe. Segundo Vaz, o game deve ser erradicado por incentivar atos de violência gratuita e também pelo “número cada vez maior de provas” ligando jogos violentos a atos truculentos. Confira um trecho do texto abaixo:

“Esta casa está profundamente preocupada em relação ao recentemente lançado Call of Duty: Modern Warfare 3, no qual jogadores se empenham em atos de violência gratuita contra membros do público; vale notar as cenas em que o metrô de Londres  é bombardeado por terroristas, tendo uma semelhança notável com os eventos trágicos do dia 7 de julho de 2005; ademais, há um número cada vez maior de provas ligando perpetradores de crimes violentos e usuários de games violentos (...).”

Img_normal

Por fim, o político pede que o British Board of Film Classification (órgão de classificação etária britânico) seja constrangido a tomar precauções antes de permitir que um jogo seja vendido.Vale lembrar que Keith Vaz também se empenhou pelo banimento de Counter-Strike, no qual acusava a presença de “assassinatos racistas”. De qualquer forma, no caso de Modern Warfare 3, há um apoio ainda bastante minguado dentro do Parlamento Britânico.

Para mais questões controversas e políticos com excesso de tempo livre, fique ligado no TecMundo Games.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.