Voxel

Mestra da lábia: Nintendo diz por que você deve pagar por microtransações

Último Vídeo

Sabe aquele papo que a Nintendo, quando quer, sabe arranjar um jeito de “imprimir dinheiro”? Depois de encher os bolsos com portáteis, amiibos e colecionáveis diversos baseados em franquias de sucesso, a Big N tomou gosto pelas microtransações e resolveu aplicá-la em um dos games mais fofinhos do 3DS: o inexplicavelmente viciante Nintendo Badge Arcade. Ainda que a estratégia não pareça ter agradado tanto o público ocidental, uma explicação hilária feita por um dos personagens do jogo mostra por que você deve gastar sua grana na brincadeira.

Lançado no Japão no ano passado, o título fez sucesso entre os gamers nipônicos com uma jogatina que simula aquelas máquinas tradicionais de pegar bichinho de pelúcia. Aqui, porém, os prêmios são badges – algo como emblemas ou estampas – que podem ser colecionadas e usadas para enfeitar o menu Home do seu portátil. A jogada de mestre? Enquanto a primeira tentativa controlando a garrinha virtual é gratuita, investidas posteriores exigem o pagamento de US$ 1 (cerca de R$ 3,75 em conversão direta) por cinco chances de ganhar os itens.

Finalmente aterrissando nos Estados Unidos e em diversos países da Europa, o modelo de cobrança de Nintendo Badge Arcade causou um certo espanto entre os jogadores dessas localidades. Essa galera foi bastante vocal na internet a respeito de como se sentiam ao precisar fazer um depósito pequeno, mas constante, para continuar jogando uma produção que supostamente seria grátis. Será que isso significa que o esquema de monetização do game ficou em xeque no ocidente? Não exatamente.

Como é uma empresa centenária e calejada no mundo dos negócios, a Nintendo previu que alguns jogadores achariam que o esquema seria ultrajante e que eles questionariam sobre a necessidade de investir dinheiro real em uma prenda virtual. A solução foi fazer com que o coelho rosa que serve de administrador do tal arcade dê uma verdadeira lição em relação ao motivo que leva a Big N a cobrar uma taxa, misturando diálogos bem-humorados e alguns dados de como a brincadeira realmente funciona. Confira a explicação completa abaixo:

A história começa quando o NPC diz para o jogador que “sua primeira jogada foi gratuita, mas, a partir de agora, o custo é de US$ 1 por cinco tentativas.

Quando o bichinho é questionado com a opção “Dinheiro REAL?”, sua explicação é relativamente simples: “Somos como um fliperama comum. Você tem que pagar para jogar”.

Assim que a conversa segue pela alternativa que diz “Mas não pode ser de graça?!”, o animalzinho fofo até gagueja um pouco: “M-mas.... assim iríamos à falência!”.

“Quer dizer, esses emblemas não se fazem sozinho, sabia.”

“Temos que ser bem REAIS a respeito disso.”

Espera, o que ele quis dizer com isso? Bom, basicamente que ele precisaria ser sério sobre o assunto. O que ele faz para passar essa seriedade? Se torna um coelho rosa de verdade – claro – e comenta: “O dinheiro real dos nossos clientes é o que mantém esse lugar aberto”.

“Desculpe! Não quero passar a impressão de ser muito teimoso aqui.”

“Olha só, nós precisamos de renda de verdade para manter esse pequeno empreendimento”, continua o NPC, voltando à sua forma regular.

“Não é só uma questão de manter as portas abertas e as luzes acesas...”

“Também investimos essa nossa renda em novos produtos!”

“Coisas como novos emblemas, novas máquinas...”

“Então, se você gostar do que vê por aqui, por favor, pense em comprar algumas jogadas.”

“De qualquer modo, você não precisa pagar para entrar, então pode nos visitar a qualquer momento.”

“Nós damos jogadas gratuitas de tempos em tempo, então não suma de vista.”

--

E aí, ficou satisfeito com as explicações da Big N – e de seu arauto rosa dos pagamentos – para a situação das microtransações do game? Acha que, em tempos de DLCs, Season Passes e outros modos de fazer os games renderem, é normal que a companhia japonesa também queria fazer o seu pé de meia? Conte a sua opinião para a gente e não deixe de responder: se tivesse que escolher entre gastar R$ 3,75 com o título ou pegando uma condução para a escola, que emblema você iria querer para a sua Home?

Nintendo Badge Arcade é um título exclusivo do Nintendo 3DS e foi lançado nesta quarta-feira (11) na América do Norte – com previsão de chegada à Europa na próxima sexta-feira (13).

Já viu a explicação do por que você deve pagar uma graninha para a Nintendo? Comente no Fórum do TecMundo Games!

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.