Voxel

Meta do DRM é transformar Xbox One em Steam dos consoles, diz engenheiro

Último Vídeo

Fonte: Reprodução/Eurogamer

Uma pessoa alegando ser um engenheiro da Microsoft afirmou que o objetivo da empresa com as medidas de DRM no Xbox One é fazer uma mudança gradual da distribuição física para o comércio digital de jogos, criando uma espécie de Steam para consoles. A alegação foi feita em uma mensagem no Pastebin, o que dificulta a confirmação da identidade do seu criador.

Segundo o suposto funcionário da companhia de Bill Gates, o problema é que eles são péssimos na hora de explicar a história. “O DRM é muito similar ao Steam. Você pode fazer login em qualquer lugar e qualquer pessoa na sua casa pode jogar com o Xbox da família. A única diferença é que no Steam você tem que acessá-lo antes de jogar, enquanto o console faz isso pra você automaticamente a cada 24 horas”, acrescentou o engenheiro.

Ele ainda afirmou que empresas como Gamestop, Walmart, Target e Amazon estão profundamente envolvidas na indústria de jogos. Ao intermediar vendas de jogos usados, essas companhias cobram uma taxa de lucro e não repassam nada aos desenvolvedores dos jogos, diferentemente dos planos para esse tipo de negociação no Xbox One.

Questão de escolha

“Absolutamente todo mundo reclama sobre como o Gamestop tira vantagem das suas trocas, recebendo U$ 5 pelos seus jogos usados. Nós propomos um método de tirar o dinheiro dessa companhia, colocar nas mãos de desenvolvedores e possivelmente conseguir games mais baratos para vocês, e mesmo assim reclamam da Microsoft. Bem, se vocês querem continuar sendo ferrados pelo Gamestop, vão jogar PS4”, concluiu o anônimo.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.