Voxel

Microsoft: baderneiros representam apenas 1% da Xbox LIVE

Último Vídeo

A Microsoft publicou recentemente um relatório sobre o itinerário da equipe responsável por manter a ordem nos limites da Xbox LIVE. Segundo o responsável pelo departamento, Stephen Toulouse, a XBL não é a terra sem leis quem alguns imaginam. “Ao olhar para as estatísticas, a quantidade de maçãs ruins com que lidamos todo dia é pequena — tipicamente, menos de 1% da comunidade”, afirmou Toulouse.

Segundo o executivo, a quantidade de reclamações é bastante razoável, se comparada ao número de novos usuários da rede. O relatório destaca também a ferramenta chamada Vulcan 2, que é usada pelos “executores” da Xbox LIVE para selecionar e lidar com as reclamações e conteúdos sinalizados.

Mas nem sempre existiu toda uma equipe para dar conta das “maçãs ruins” da comunidade do Xbox. Em um período anterior ao de Toulouse, a Microsoft contava com apenas um responsável, o qual mantinha uma planilha com as reclamações, e tomava medidas apenas uma vez na semana. Naturalmente, com o crescimento exponencial da rede — que abrigava menos de um milhão de jogadores em 2007 —, fez-se necessária a equipe de Toulouse.

Apesar de algumas ocasiões menos agradáveis aqui e ali — como aquelas em que é necessário contatar tribunais e agências governamentais —, a equipe parece bastante consciente do seu papel em transformar a experiência online do console da Microsoft em algo seguro. “(...)A Microsoft investiu em nós, e nós investimos em tornar a experiência a melhor possível”, afirmou o comprometido Toulouse.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.