Microsoft: Crackdown vai colocar o "poder da nuvem" à prova no Xbox One

Microsoft: Crackdown vai colocar o "poder da nuvem" à prova no Xbox One

Último Vídeo

O explosivo trailer de Crackdown revelado pela Microsoft durante sua conferência na E3 deste ano não deixou a comunidade gamer agitada somente em decorrência do retorno da tal série. Além de ter anunciado de fato o jogo, a companhia acabou de revelar que a tão discutida computação em nuvem deverá ser utilizada aos montes. Em entrevista ao Kotaku, Phil Spencer, chefe das divisões do Xbox, não tratou de responder a questões de modo evasivo: o executivo foi claro e afirmou que os processos de renderização complexos deverão ser realizados através do “poder da nuvem” em Crackdown.

“Então, vamos dizer, e que isso seja algo não absoluto, você lança um míssil de um determinado ângulo – a destruição retratada pela cena vai aparecer de forma diferente dependendo do posicionamento do atirador, baseada, portanto, ‘na física dos impactos’. Temos trabalhado, dessa forma, em nossa capacidade real de realização cálculos de milhões e milhões de partículas a partir da computação em nuvem”, elucidou Spencer. Neste tipo de processo, a plataforma do usuário (Xbox One) iria se configurar como um tipo de interface receptora de dados renderizados.

“O dispositivo local (video game) ‘não sabe’ a razão das localizações ou o 'local onde o próximo frame deverá estar'. Ambos esses processos são realizados por meio do poder da nuvem. Existem esses movimentos de troca de informações entre ambas as plataformas”, disse também o figurão. Spencer deixou claro também que a demonstração do mecanismo de renderização por meio de nuvem feita em abril deste ano utilizou como elemento o trabalho em progresso de Crackdown. “Sim, a demo foi feita sobre a ‘versão em progresso’ de Crackdown”, confirmou o executivo por meio de seu Twitter – assista abaixo a parte das promessas feitas Microsoft.

Crackdown deverá ser lançado em 2015. Até o momento, pouco se sabe acerca do status de produção do título. Pode-se esperar, porém, que o retorno da franquia deverá acontecer de modo colossal: Dave Jones, um dos idealizadores de “Crackdown original” – e também um dos criadores dos primeiros GTAs –, está por trás da tecnologia em nuvem que deverá ser utilizada pelo vindouro game. “E, então, deveremos ter outros estúdios envolvidos no desenvolvimento do jogo com toda a nossa equipe interna”, finalizou Spencer.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.