Voxel

Microsoft criou o Xbox One pensando no atual mercado de jogos usados

Último Vídeo

Fonte da imagem: Divulgação/Site Oficial
Um dos pontos mais polêmicos — e por que não dizer decepcionantes — em relação ao Xbox One é questão dos jogos usados. Como você pôde ver aqui no BJ, declarações dadas após a conferência deram a entender que, para rodar um jogo usado no console, seria preciso adquirir uma nova licença.

Nesta quinta-feira, uma declaração dada pelo vice-presidente corporativo da Microsoft, Phil Spencer, mostrou que a companhia desenvolveu a nova versão de seu console pensando no tema. “Penso que toda a ideia de um mercado secundário é importante e será importante na próxima geração, e nós desenvolvemos [o Xbox One] com essa ideia em mente desde o início”, garantiu o executivo em entrevista a Edge Magazine.

Sem revelar muitos detalhes, Spencer garante que há benefícios no método proposto pela Microsoft, que vincula uma licença de jogo a uma conta. “Pensamos haver várias vantagens de ter seu conteúdo associado a você digitalmente — fizemos isso no 360 com jogos salvos na nuvem — e queremos fazer isso com conteúdo”, afirma.

“Entendemos que há implicações... Apenas saibam que reconhecemos a importância desse mercado [secundário] e desenvolvemos com isso em mente desde o começo”, reafirma Specer no final da entrevista. O executivo garantiu ainda que maiores informações sobre como vai funcionar este processo serão reveladas em breve, sem especificar alguma data.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.