Voxel

Microsoft está comprometida com desenvolvedores do Japão para o Xbox One

Último Vídeo
Fonte da imagem: Reprodução/Dualshockers

Apesar de ter essa imagem estampada do “Tio Sam”, o Xbox One está longe de não incluir o Japão na sua rota de desenvolvimento de games. A companhia garantiu que firmou parcerias com “muitos desenvolvedores japoneses” para jogos ainda não anunciados que devem chegar em 2014 e que está comprometida com o mercado asiático.

Quem revelou a informação foi ninguém menos que Phil Spencer, chefão da Microsoft Studios. “Assinamos algumas coisas no Japão que não anunciamos ainda e sobre as quais iremos falar em 2014 para que as pessoas possam ouvir sobre nosso suporte naquele país”, afirmou o executivo em entrevista ao Kotaku.

Spencer garantiu que os jogos não serão meros títulos disponibilizados por download, mas sim “games japoneses completos” que vão se igualar a outros blockbusters.

O executivo admitiu que o console não tem pés tão quentes lá no Japão, onde a marca Xbox ainda precisa ganhar muita força, mas disse que esse quadro será revertido e que o suporte dos desenvolvedores japoneses para a plataforma será “saudável”.

Img_normal

Equipes criativas de primeira classe

“As equipes criativas no Japão sempre foram de primeira classe. E sim, você está certo que nunca fomos um console top naquele país, mas o suporte que recebemos, tanto de publishers como Capcom com Dead Rising quanto de outros desenvolvedores, é sempre ótimo”, afirmou.

Spencer aproveitou também para dar alguns pitacos sobre o programa de desenvolvimento de jogos indie no Xbox One para o Japão. “Mostramos nosso programa de desenvolvedores independentes quando estivemos na Tokyo Game Show e vimos muitos talentos por ali, então acho que vocês verão jogos indie [japoneses] também. (...) Estamos comprometidos com o desenvolvimento por lá”, completou.

Vale lembrar que, para o futuro próximo, a Microsoft tem na manga fortes exclusivos, como Quantum Break, Sunset Overdrive, Titanfall (que chegará também ao PC), Halo 5, entre outros.

Crimson Dragon, por exemplo, sucessor espiritual do consagrado Panzer Dragoon, rail shooter de Yukio Futatsugi, é um jogo japonês disponível no lançamento do Xbox One. Dead Rising 3 foi parcialmente desenvolvido na Terra do Sol Nascente e também teve calorosa recepção do público e da crítica.

Img_normal

Que os games japoneses aumentem a biblioteca do console da Microsoft, pois quem ganha nessa história somos nós, jogadores!

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.