Microsoft explica como ESRAM do One pode ser usada para 1080p e 60 FPS

Microsoft explica como ESRAM do One pode ser usada para 1080p e 60 FPS

Último Vídeo

Durante uma apresentação na conferência Microsoft Build, o diretor de desenvolvimento do do Xbox One Frank Savage explicou como a memória ESRAM do Xbox One funciona e como ela pode ser utilizada para obter a resolução em 1080p com uma taxa de 60 quadros por segundo.

No caso, a memória ESRAM do console conta com 32 megabytes de memória RAM dedicada à GPU. Como ela está conectada diretamente a placa de vídeo sem acesso as conexões com o restante do sistema, a GPU acaba sendo a única seção do console que pode utilizar essa memória.

“A ESRAM é onde os desenvolvedores vão colocar tudo que vai ser feito várias vezes. Em um jogo de corrida por exemplo, o céu é uma seção que ocupa um terço da tela sem se modificar muito, então ele pode ser colocado na memória comum. Enquanto isso, é possível colocar buffers, texturas e tudo o que é usado para criar os carros na ESRAM e ter um desempenho melhor que o obtido com a memória comum. Enquanto isso, a CPU não interfere nessa memória, pois ela não tem acesso a ela” explicou.

Por fim, Savage explicou também que o sistema também conta com engines DMA (Acesso Direto de Memória) que permitem realizar transferências entre a ESRAM e a memória comum rapidamente sem sacrificar o desempenho tanto da CPU quanto da GPU. “É assim que você chega em 1080p a 60 quadros por segundo, caso você esteja sofrendo por conta dos gráficos”, concluiu.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.