Microsoft pode liberar estúdios do Xbox para fazer jogos multiplataforma

Microsoft pode liberar estúdios do Xbox para fazer jogos multiplataforma

Último Vídeo

A Microsoft pode abrir mão de lançar certos jogos de seus novos estúdios exclusivamente no Xbox, mas apenas se isso fizer sentido para as estratégias da empresa. Em entrevista ao Game Informer, o chefe da Xbox Game Studios, Matt Booty, disse que pode dar liberdade para os desenvolvedores criarem jogos multiplataforma quando isso for benéfico para o projeto ou sua franquia.

"A pergunta não seria se algum título específico deveria chegar no Switch ou PlayStation, mas sim se isso faria sentido para o jogo ou franquia em questão", explica o executivo.

O posicionamento de Booty pode pegar muita gente de surpresa e soar como se a Microsoft estivesse deixando de colocar jogos exclusivos no Xbox One. Na verdade, porém, a empresa já possui essa estratégia mais aberta há anos e só está expandindo a ideia para seus novos estúdios, que incluem a criadora de Psychonauts, Double Fine Studios, e a Ninja Theory, de Hellblade: Senua's Sacrifice. 

Bleeding Edge, da Ninja Theory. (Fonte: Xbox/Divulgação)

Jogos da franquia Minecraft, por exemplo, são feitos pela Mojang, um estúdio da Microsoft, e lançados em diversas plataformas por causa da popularidade da série. Outro exemplo recente é Cuphead, que foi lançado no Switch para expandir o alcance da Xbox Live.

Ou seja, caso os novos desenvolvedores consigam convencer a empresa de que um lançamento mais amplo pode ser positivo para seu game, quem sabe vejamos títulos com o selo do Xbox chegando para plataformas como o Switch e o PS4.

Ainda assim, nem todo jogo terá a possibilidade de um lançamento multiplataforma. Booty ressaltou que títulos de peso do Xbox continuarão sendo exclusivos. "Temos as nossas grandes franquias, como Forza, Halo e Sea of Thieves. Jogos que foram feitos para existirem apenas no Xbox, então acredito que isso não mudará".

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.
Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários