Voxel
Seja o primeiro a compartilhar

Miyamoto reprovou o primeiro protótipo de A Link Between Worlds

Último Vídeo
Img_normal

Responsável por criar a série The Legend of Zelda, Shigeru Miyamoto pode ter sido um dos principais responsáveis pelo rumo A Link Between Worlds tomou. Segundo Hiromasa Shikata, um dos designers do jogo, o eterno pai de Mario criticou duramente o primeiro protótipo do título, que em sua concepção original teria uma temática bastante diferente.

“Estávamos pensando em um Zelda usando o tema da comunicação”, explicou Shikata durante uma edição recente do quadro Iwata Asks. Segundo ele, o jogo não deveria ser uma sequência de A Link to the Past, tampouco contava com a habilidade de Link de se transformar em uma folha de papel. “Quando apresentamos aqui, Miyamoto-san disse ‘isso parece uma ideia de 20 anos atrás’”.

Diante dessa reação, o time de desenvolvimento decidiu abandonar seus planos e recomeçar o desenvolvimento do jogo a partir de suas fundações. “Durante uma reunião, eu disse subitamente ‘que tal fazermos Link entrar em paredes? Mouri-san e o outro programador disseram ‘isso é ótimo!’ e seguiram a ideia. Mas mesmo que eu tenha criado o conceito, ele não fazia muito sentido para mim”, explica o designer.

Pouco após a novidade ser aprovada, o time de desenvolvimento do título foi dissolvido, o que deixou Shikata desapontado. Foi somente um ano depois, graças a “pedidos de fãs no exterior” que a Nintendo decidiu reviver a ideia de trabalhar em um Zelda “clássico” voltado ao portátil 3DS, que resultou no A Link Between Worlds que conhecemos hoje.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.