Voxel

Mundo aberto de The Witcher 3 não tem nada a ver com Skyrim, garante CD Projekt Red

Último Vídeo

Um jogo com elementos medievais, magia e combates, tudo centrado em um imenso mundo aberto. O título em questão é The Witcher 3: Wild Hunt, mas não há como não pensar em The Elder Scrolls V: Skyrim. A CD Projekt Red já adiantou que quer fazer um game ainda melhor que o sucesso da Bethesda – e evitar comparações o máximo que puder.

De acordo com o diretor de marketing Michal Platkow-Gilewski e o designer sênior de missões Jakub Rokosz, os dois games são bem diferentes. Enquanto Skyrim é um RPG em um mundo aberto, The Witcher é uma aventura de roteiro bem definido que, por escolha da desenvolvedora, se passa em um universo de mundo aberto.

Senta que lá vem história

Para eles, tal escolha foi para não limitar os mapas a cidades pequenas e apresentar uma narrativa linear demais, sem fornecer uma experiência completa ao jogador – e o fato de uma guerra estar acontecendo durante a trama deixa esse universo ainda mais complexo, já que certas localidades hospedarão tropas ou estarão destruídas por combates.

Por isso, segundo os funcionários, apesar de ampliar a área de jogo com o mundo aberto, The Witcher 3 ainda será mais focado em escolhas, consequências, a moral dos personagens, os NPCs bons ou maus e outros elementos de roteiro que vão influenciar os epílogos do game – até agora, três já foram escritos, dependendo do caminho que seu personagem seguir.

Ainda sem data de lançamento, o jogo foi confirmado até agora para PC e PS4.

Fonte: Rock, Paper, Shotgun

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.