Do nada: Quake Live muda de free-to-play para pago e enfurece jogadores

Do nada: Quake Live muda de free-to-play para pago e enfurece jogadores

Último Vídeo

O povo está insatisfeito com o jogo Quake Live, uma remodelagem de Quake 3: Arena que roda em qualquer PC. Desde o lançamento, o título era free-to-play (gratuito para jogar e baixar e com melhorias se alguém quisesse gastar dinheiro de verdade), mas agora passa a custar US$ 10 (R$ 19,99 na loja brasileira) e virar .

Segundo a equipe por trás do game, o título aposentou o servidor antigo para abraçar de vez o Steam e oficializar funções como chat de voz, plataforma anti-trapaça, estatísticas, conquistas e mais. "Todos os jogadores agora tem os mesmos benefícios e funções no game. Todos podem participar dos votos de mapas, ter acesso à personalização no mesmo degrau que outros, a habilidade de ter os próprios servidores e configurar rodadas como quiserem", diz o comunicado.

Entenda a revolta

O problema é que essa mudança de política foi feita sem qualquer aviso prévio, enfurecendo quem gastou antes ou passou horas evoluindo personagens. São vários os relatos de configurações, listas de amigos e estatísticas deletadas, provavelmente em algum erro de migração.

Quem adicionou Quake Live à conta do Steam enquanto o game ainda era gratuito não precisará pagar pelos US$ 10 (o que não é 100% dos atuais jogadores), mas a comunidade não parece mais tão contente com o título.

Como boa notícia, a atualização de 1 GB tornou mais fácil para que partidas via internet ou LAN sejam feitas no Lobby (seja entre você e os amigos ou desconhecidos). Além disso, novos conteúdos devem surgir com mais frequência. Você pode clicar aqui para comprar o Quake Live no PC.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.