Não quero me envolver com pirataria, diz criador de homebrew de 3DS

Não quero me envolver com pirataria, diz criador de homebrew de 3DS

Último Vídeo

Nesta semana, surgiu na rede a informação de que Cubic Ninja, um jogo até então desconhecido para Nintendo 3DS, permite o acesso a um homebrew destinado ao video game. Graças a isso, um estudante de 22 anos chamado Jordan Rabet anunciou que conseguiu quebrar a proteção do portátil e criar o programa NINJHAX, mas que não tem intenção de se envolver com pirataria. 

“É bastante perigoso. Se você lança algo muito poderoso para explorar uma falha pode dar às pessoas a opção de fazer o que elas quiserem – o que pode ser genial –, mas também ter a possibilidade de pirataria... e isso não é legal. Não ligo se as pessoas apelam para a pirataria em suas vidas, mas não quero fazer isso. Não quero lançar algo que outros podem usar para roubar a propriedade intelectual de outra pessoa. Não é o que eu quero”, disse Rabet ao site Eurogamer. 

Voltado para desenvolvimento

Ele também comentou que espera ver o NINJHAX atraindo desenvolvedores e pessoas que trabalhem em games para Nintendo 3DS – no momento, o estudante está produzindo uma versão para Nintendo 3DS de Minecraft, enquanto outras pessoas estão se dedicando a fazer emuladores rodarem no portátil. E aí fica a pergunta: jogar com emuladores não é uma forma de piratear? 

“Poderia dizer que o emulador em si não é pirataria. Piratear jogos não é legal – mas se você tem o jogo e quer jogá-lo dessa forma, não vejo nada errado com isso. Acho que há o argumento de que os emuladores podem prejudicar as vendas do Virtual Console, mas, honestamente, o cenário de homebrew [no Nintendo 3DS] é bem pequeno”, complementou Rabet. 

Por fim, o estudante comentou que, como já estava falando sobre isso há algum tempo, existe a chance de que a Nintendo já esteja trabalhando em algo para barrar a proliferação do NINJHAX – afinal, trata-se de uma falha em um game que permite acessar uma falha no sistema.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.