Voxel

Naughty Dog afirma que a violência é uma parte importante para a narrativa de The Last of Us

Último Vídeo

Img_normal
Durante uma entrevista ao site Gamespot, o responsável pelo setor estratégico da Naughty Dog, Arne Meyer, falou sobre a violência que poderá ser encontrada em The Last of Us.

Basicamente, Meyer afirmou que, em algumas partes do jogo, será “cada um por si”, com os personagens sendo "empurrados até o limite".

No caso, ele ainda ressaltou a contextualização do jogo, que retrata uma realidade 20 anos depois que uma pandemia destruiu a civilização. Assim, fora das áreas de quarentena que são controladas pelo governo, existe uma verdadeira luta por sobrevivência — que é exatamente o ponto que eles querem explorar no game.

Sobrevivendo a qualquer custo

Para a Naughty Dog, devem ser abordadas no título as seguintes questões: como os humanos serão quando forem empurrados até o limite? Eles optarão por pegar um caminho de cooperação e reconstruir a sociedade? Ou eles realmente vão agir através da premissa “cada um por si”, deixando a moral e a ética de lado?

Ainda segundo Arne Meyer, na busca da sobrevivência alguns personagens perderão o senso de compaixão e não vão parar por nada. No entanto, ele afirmou que os jogadores podem evitar o envolvimento com os personagens mais violentos em certas áreas do jogo, pois também existem regiões em que é possível impedir que os combates aconteçam.

Fonte: VG24/7 e Gamespot

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.