Voxel

"Nintendo não vai conseguir bater suas projeções", dizem especialistas

Último Vídeo

Fonte: Reprodução/Abril

Parece que a projeção feita por Satoru Iwata, co-presidente da Nintendo, falhou. O objetivo, de acordo com informações publicadas pelo portal Bloomberg, era atingir um lucro de cerca de 100 bilhões de ienes (US$ 1 bilhão) neste ano fiscal – até o dia 31 de março, todavia, os números computados pela grande “N” não favorecem a meta do executivo. “Ele falhou”, diz a maioria dos 20 analistas entrevistados pelo Bloomberg.

“Iwata não conquistou bons resultados nos últimos anos”, aponta Hideki Yasuda, analista de Tóquio. Também segundo a entrevista, o representante da Nintendo vai anunciar amanhã (24) uma perda de anual de 18,7 bilhões de ienes. Assim, apenas 4 das duas dezenas de analistas ouvidos recomandam a compra de ações da companhia japonesa, 13 deles sugerem mantê-las como estão e 3 especialistas dizem que os investidores devem, na verdade, vender as ações.

Crise?

As estratégias da Nintendo abarcam basicamente duas frentes: trabalhar na redução do preço do portátil 3DS e manter um fluxo constante de lançamentos de títulos para o Wii U. O aparente “fracasso” da companhia não deve ser atribuído à “fraca” receptividade dos seus últimos produtos pelo público. Competir com gigantes como Sony e Microsoft, e logicamente com a inevitável chegada dos consoles de nova geração às prateleiras do mercado, é um verdadeiro desafio.

Fonte: Reprodução/Infendo

Enquanto a Sony registra um aumento de 70% de inserção em Tóquio, a Nintendo relata uma queda de 1,8 % em Osaka. Não acredito que ela [Nintendo] vai conseguir chegar à marca dos 100 bilhões de ienes”, afirma Yoshikazu Shimada, outro especialista. Parece que a aparente crise se deve ainda a fatores de ordem mundial. “As vendas de acessórios e de videogames caiu 10% nos EUA no mês passado”, informa a pesquisa.

Ainda há esperança...

Apesar do estado crítico dos números (que levam em conta fatores como a queda e estagnação nas vendas de consoles, a concorrência com outras companhias e também a desvalorização da moeda japonesa), “a Nintendo pode atingir a sua meta se os jogos e softwares continuarem sendo produzidos”, diz, otimista, Yasuda, da Ace Securities.

Fonte: Reprodução/Pop

Por ora, nos resta apenas aguardar pela liberação oficial dos números pela Nintendo. A opinião de especialistas e o apontamento dos movimentos de mercado são certamente importantes, mas prever a falência ou condenar de antemão uma empresa adorada por uma legião de fãs que lota o mundo, neste momento, não parece uma atitude necessariamente adequada. E você, o que acha? 

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.