NIS America critica o suporte da Microsoft a games japoneses
01
Compartilhamento

NIS America critica o suporte da Microsoft a games japoneses

Último Vídeo

Em uma entrevista concedida ao site MCV, o presidente da Nippon Ichi Software America, Takuro Yamashita, criticou a maneira como a Microsoft está lidando com jogos produzidos no Japão. Segundo ele, a companhia ainda considera essas produções como algo de nicho e não está facilitando sua adaptação para o mercado ocidental.

“Falando honestamente, a abordagem da Microsoft aos jogos japoneses não tem sido muito favorável. Para a Microsoft, você sabe, os games japoneses ainda são um elemento de nicho, não importa do que estamos falando”, declarou Yamashita.

“A Microsoft também trabalha com uma quantidade mínima de pedidos para seus jogos, e toda a sua estrutura não está realmente voltada a games de nicho ou jogos menores como os japoneses, então eles não dão muito suporte a jogos ou desenvolvedores japoneses”, complementou o presidente da NIS America.

eles não dão muito suporte a jogos ou desenvolvedores japoneses

Conhecida por seus laços fortes com o PlayStation, a NIS America também trouxe jogos para o PC e, mais recentemente, para o Switch. O próximo game adaptado pela companhia para o Ocidente será The Longest Five Minutes, que saíra tanto para computadores quanto para a plataforma da Nintendo.

Disgaea 5

A companhia garante que não está “virando suas costas” para o Xbox One e que está atenta às plataformas que seus fãs estão usando para dar suporte a elas. “Não nos opomos a testar coisas novas. Disgaea 5 no Switch foi uma das apostas que valeu a pena, e é o motivo pelo qual estamos indo em frente com isso”, explicou.

“Acredito que se o jogo certo se apresentar — um game que já tem certo grau de conhecimento pelas pessoas — definitivamente vamos dar uma chance a ele, mas é um problema do ovo e da galinha”, complementou Yamashita. Em outras palavras, o Xbox One não deve ter mais jogos japoneses enquanto a Microsoft não der mais apoio para eles — algo que, provavelmente, só aconteceria se um game produzido por lá tivesse um sucesso estrondoso na plataforma.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.