Voxel
15
Compartilhamentos

Nomura explica a transformação de Final Fantasy Versus 13 em Final Fantasy 15

Último Vídeo

Quando foi anunciado na E3 2013 que o tão esperado Final Fantasy Versus 13 havia se transformado em Final Fantasy 15, muita gente especulou sobre os motivos que levaram a Square Enix a “desistir” do projeto alternativo e fazer com que o game seja o próximo da franquia em ordem numérica.

Durante uma entrevista ao Polygon, Tetsuya Nomura conta a história e explica tudo em detalhes. Segundo ele, lá por 2008 veio a primeira sugestão de mudança de nome, mas muita gente, inclusive ele, não a viu com bons olhos.

Em 2011, Nomura cedeu e adotou a troca de nome. Naquele momento, entretanto, a equipe se preocupava mais com o desenvolvimento do jogo em si, já que era uma época de mudança de gerações. “Com a geração atual, simplesmente não conseguíamos expressar o que queríamos fazer nesse projeto”, explica o desenvolvedor.

Uma das maiores preocupações de Nomura era o argumento da mudança de estilo, já que o game apresenta mais ação e batalhas em tempo real do que os demais capítulos da franquia. Apesar disso, a Square Enix não viu problemas em chamá-lo de Final Fantasy 15, e o acordo estava selado.

Além disso, há o fator "continuidade": Nomura já disse que, apesar de ter um final com clímax definido, o game deve abrir espaço para um Final Fantasy 15-2.

O salto para o futuro

Já com o nome de Final Fantasy XV secretamente adotado, mas não revelado ao público, Nomura exibiu uma versão alfa para a Square Enix, que adorou o resultado, mas perguntou se ele não achava melhor criá-lo inteiramente para a nova geração, mesmo que isso atrasasse o projeto mais um pouco.

Nomura ainda explica que, como o desenvolvimento é feito tendo a plataforma DirectX 11 como base, PS4 ou Xbox One não serão favorecidos individualmente – e uma versão para PCs só será feita caso haja demanda. O jogo, por enquanto, não tem data para lançamento.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.