Voxel

Nova análise mostra que CoD: Ghosts roda a mais de 60 fps no PS4

Último Vídeo

Uma nova análise feita pelo site Eurogamer revelou informações surpreendentes sobre as taxas de frames por segundo de Call of Duty: Ghosts. Os resultados de desempenho obtidos até então pelo PlayStation 4 colocaram algumas pulgas atrás da orelha de toda a mídia especializada – o game parecia possuir problemas de frame-rate ao ser rodado a 1080p.

Mas, conforme afirmou o site ao fazer uma revisão dos níveis de fps do jogo, acontece que os engasgos de frame-rate anteriormente notados não indicam uma oscilação para baixo de performance gráfica. “Nos trechos em que as ‘tremedeiras’ e queda da taxa de frame-rates acontecem, o que realmente vemos é a exibição de frames adiantados ou incompletos – efeito sem dúvidas mais notável do que as quedas para 50 fps [da versão para o] Xbox 360”.

Img_normal

Os teste de frame-rate feito pela Digital Foundry nesta semana se vale de uma atualização: um novo patch de renderização do título para 1080p foi o update responsável por revelar a execução excessiva de frames por segundo. “Ainda há uma variação considerável [de fps] no modo atualizado do jogo, o que pode gerar distração quando se tenta alinhar uma série de tiros de precisão durante o ‘calor da batalha’”, afirmou o Eurogamer.

Por fim, o portal responsável por demonstrar a peculiaridade de frame-rate de Call of Duty: Ghosts para o PS4 emplacou a seguinte observação: “Os problemas da versão de lançamento não eram de quedas de frames por segundo – mas sim porque o jogo roda a mais de 60 fps. [Esta falha] foi melhorada com o patch 1080p, mas não foi eliminada”.

Dessa forma, a falta de sincronia de ecrã (incapaz de reproduzir taxas superiores a 60 fps) pode ser considerada de fato um problema à jogatina. Por outro lado, fica evidente que as capacidades gráficas do PlayStation 4 poderão inaugurar novos limites a desenvolvedores e a gamers.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.