Voxel

Nova geração de consoles pode não contar com o Oculus Rift

Último Vídeo

Fonte da imagem/Reprodução/Baboo

Lembra-se do espetacular óculos que permite ao usuário enxergar os cenários dos jogos de forma completamente imersiva, em primeira pessoa (veja aqui)? Pois estamos falando do Oculus Rift, dispositivo que angariou diversos fãs logo na época de sua divulgação e que, hoje, tem se mostrado a “menina dos olhos” dos enamorados das tecnologias de realidade virtual (VR) e de realidade aumentada (AV).

Em entrevista ao portal OXM, Brendan Iribe, CEO da empresa Oculus VR, disse que é completamente apaixonado pelos consoles – e que joga muito, inclusive. No entanto, ao responder a perguntas sobre o uso do Oculus Rift em títulos para os gigantes PlayStation 4 e Xbox One, o executivo foi pontual: “nós adoraríamos que [os óculos]  fossem compatíveis com os consoles, mas no momento estamos focados no PC”.

Assista, abaixo, um vídeo que mostra a reação das pessoas que tiveram a sorte de saborear o gostinho das possibilidades do fantástico óculos de realidade virtual:

Ciclos de vida dos consoles

Mas por que não fazer do tal dispositivo uma peça compatível com os consoles de nova geração? É toda uma questão de logística mercadológica, como diz, nas entrelinhas de sua fala, Iribe. “Você vai notar uma rápida inovação [nas tecnologias VR e AV], e uma das nossas preocupações mais gerais recai sobre os ciclos de vida dos consoles, que estão ficando cada vez mais longos no correr do tempo – são sete ou oito anos de ciclo, e em oito anos a VR vai estar insana. Incrível”, esclarece o executivo.

Falta de capacidade técnica por parte dos novos consoles? Não

“Bem, nós amamos consoles. Jogamos bastante. E não há razão técnica para que [o Oculus Rift] não funcione [nos novos video games]; isso apenas requer o envolvimento de todos [no projeto]”, comentou também o CEO da empresa responsável pela criação dos óculos.

“Faz mais sentido atingir o PC neste primeiro momento, uma vez que essa é uma plataforma que não está sujeita a limitações técnicas”, explicou Iribe em justificativa ao não desenvolvimento dos recursos de VR e VA à nova geração de consoles. “Vamos tentar criar a melhor experiência possível, o melhor dispositivo de realidade virtual. Gostaríamos de ver [os óculos] eventualmente compatíveis com os consoles”, arrematou, ainda, o entrevistado.

Fonte da imagem: Reprodução/NewGeek

Mas não apenas os computadores pessoais convencionais serão agraciados com as maravilhas das realidades virtual e aumentada: dispositivos Android vão, em breve, ser compatível com o Oculus VR. “Estamos focados no PC e [no sistema operacional] Android”, disse Brendan Iribe.

Então o que se pode concluir? No momento, fazer qualquer tipo de previsão que leve em conta a construção de conceitos absolutos sobre este ou aquele setor da tecnologia do entretenimento virtual significa agir de modo perigoso. Podemos ficar cientes, contudo, de que o ciclo de vida dos consoles pode, por vezes, determinar a compatibilidade ou não de recursos mais ou menos robustos no grande mercado dos eletrônicos. O que você acha?

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.