Novo ministro da Economia grega trabalhava na Valve

Novo ministro da Economia grega trabalhava na Valve

Último Vídeo

Quem foi que disse que video game não dá futuro? Recentemente, a Grécia elegeu seu primeiro-ministro, Alexis Tsipras, que não perdeu tempo e anunciou os colegas de trabalho que terão a árdua tarefa de colocar o país de volta no rumo. Segundo o Wall Street Journal, um dos 10 convocados foi um dos poderosos no mundo dos games: Yanis Varoufakis.

Para quem não o conhece, Varoufakis fez parte da Valve entre 2012 e 2013. Além disso, ele entrou para o time a pedido do próprio Gabe Newell, que enviou um email para o homem para debater ideias a respeito da economia digital e a forma como o Steam lida com o assunto. Agora, após a convocação, o especialista em assuntos financeiros vai assumir o papel de ministro da Economia (ou Fazenda) na Grécia.

Guinada na carreira

Em 2012, em um post feito no blog da Valve, Varoufakis disse que, quando a crise na Europa estourou em 2009, ele era apenas um professor de economia qualquer trabalhando em suas propostas teóricas. “Escrevia artigos obscuros e livros esotéricos que apenas algumas centenas de malucos no mundo (assim como eu) leriam um dia. Estava extremamente satisfeito em minha própria bolha acadêmica”, explicou o agora ministro.

Pouco tempo depois, ele entrou no mundo financeiro dos jogos e da geração digital, tornando-se fascinado com a economia virtual. Em seu blog particular, Yanis já abordou alguns assuntos, tais como a economia de troca (escambo) digital e como comprar barato e vender mais caro influenciou as negociações dentro de Team Fortress 2.

Salvando a Grécia

Em sua nova empreitada, Yanis terá uma missão ainda mais difícil: tirar a Grécia do sufoco financeiro. No ano de 2009, o país declarou uma dívida de exorbitantes 300 bilhões de euros e, para tentar contornar a situação, aceitou um empréstimo de 245 bilhões de euros da União Europeia. Segundo o ex-funcionário da Valve, o país se encontra em um estágio de “afogamento fiscal”.

Atualmente, estima-se que de cada quatro gregos um está desempregado. A situação dos funcionários jovens – na casa entre os 15-24 anos – é ainda mais caótica, visto que 55% deles não possuem emprego, ou seja, mais da metade não tem como se sustentar.

Sabedoria ancestral

Uma das medidas mais drásticas tomadas pelo governo grego foi cortar o investimento em grandes setores do país, entre eles saúde, emprego e educação. Yanis Varoufakis e o primeiro-ministro – ambos do partido de esquerda radical – são totalmente contrários a essas medidas impostas pela União Europeia. O plano dos dois é conseguir fazer com que o grupo suspenda a dívida financeira e aguarde até que a Grécia se recomponha.

“Segundo os gregos antigos, o dinheiro tem valor de acordo com o quanto nós acreditamos que ele vale”, informou o economista em entrevista concedida ao site Polygon em 2013. “Eles sabiam disso há mais de 2 mil anos, e nós meio que esquecemos que isso é simples e importante”, completou.

Até o momento não foram divulgadas maiores informações sobre a nova estratégia econômica da Grécia, porém Yanis terá um árduo trabalho pela frente.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.