Voxel

Novos kits de desenvolvimento mostram possível configuração final do PlayStation 4

Último Vídeo

(Fonte da imagem: Reprodução/Examiner)

Como você conferiu ontem, rumores sobre o possível kit de desenvolvimento do PlayStation 4 surgiram na internet para atiçar a curiosidade de quem não vê a hora de conhecer a nova geração. E apesar de eles terem deixado muita gente empolgada, as especificações reveladas não correspondem àquilo que veremos na versão final do console.

Contudo, ao contrário do que aconteceu com a polêmica do X-Surface, os detalhes apresentados não são necessariamente falsos, mas desatualizados. O site VGLeaks explica que aquela configuração corresponde a um kit enviado a desenvolvedores há algum tempo e que ele evoluiu para duas versões muito mais próximas daquilo que a Sony deve trazer ao mercado.

De acordo com a página, a especificação vazada nesta semana funcionava quase como um computador, tanto que ele rodava até mesmo um Windows 7. O que realmente chamava a atenção era a placa de vídeo R10 AMD modificada em sua BIOS e do processador Bulldozer, que davam mais potência ao aparelho. Contudo, como parte de um processo inicial, ele evoluiu para algo mais próximo do que pode ser o PlayStation 4.

Menos PC, mais console

Se a primeira configuração liberada pelo VGLeaks era quase como um PC potencializado, o segundo kit já tinha uma cara mais próxima de um video game como conhecemos. O primeiro passo disso é que ele já rodava um sistema operacional personalizado, apresentado como “Orbis OS”.

(Fonte da imagem: Reprodução/GameFM)
Além disso, o novo SDK ainda confirma algumas informações de sua versão anterior, como a placa R10 adaptada e a utilização de 8 GB de RAM. O que também chama a atenção é a decisão da Sony de usar um processador Bulldozer de oito núcleos com clock de 1,6 GHz.

Confira os detalhes apresentados pelo site:

  • Orbis OS;
  • CPU Bulldozer de 8 núcleos de 1,6 GHz;
  • Placa gráfica R10 com uma BIOS especial;
  • 8 GB de RAM dedicados ao sistema;
  • Leitor de Blu-ray.

O mais próximo do PS4

Porém, o VGLeaks termina apresentando o que pode ser a configuração mais próxima daquilo que a Sony apresentará ao público em breve. Com base no último kit enviado aos desenvolvedores, a página explica que as chances de termos uma grande modificação em relação ao modelo final são bem baixas e que, apesar de a Sony ainda poder fazer algumas mudanças, é pouco provável que haja alguma reformulação radical no que foi apresentado.

(Fonte da imagem: Reprodução/Examiner)

O SDK lançado neste mês de janeiro já trazia um processador com oito núcleos Jaguar e uma placa de vídeo de codinome Liverpool, a qual ninguém sabe muito a respeito, mas que pode ter alguma relação com a antiga R10, como uma possível versão modificada e feita especialmente para o console. Além disso, a memória de 8 GB continua, mas apenas no material enviado às produtoras e que os jogadores deverão contar com apenas 4 GB de DDR5.

Porém, o que realmente se destaca são dois elementos que estão fora do console. Um deles é o chamado Orbis DualShock, que apenas reforça os boatos de que a Sony pretende deixar de lado o tradicional controle e apostar em algo novo — apesar de o nome do joystick ser praticamente o mesmo.

Outro ponto é a Dual Camera, que ainda permanece um mistério. Será que a Sony pretende adicionar câmeras ao controle, assim como no Wii U? Ainda é cedo para falar qualquer coisa, mas todos esses rumores estão apenas deixando todo mundo ansioso para conferir o que a nova geração nos reserva.

Confira a configuração completa do último kit de desenvolvimento liberada pelo VGLeaks:

  • CPU de 8 núcleos Jaguar;
  • GPU Liverpol;
  • 8 GB de RAM para desenvolvedores e 4 GB DDR5 para a versão final do console;
  • Entrada USB 3.0;
  • Orbis DualShock;
  • Dual Camera.

Fonte: VGLeaks

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.