Voxel

O universo de Halo não para

Último Vídeo

Img_normal

A expectativa em torno de Halo: Reach é grande. Não é para menos, considerando que a série é indubitavelmente a marca mais importante dos consoles da Microsoft desde o Xbox original. Logo, os fãs ficam loucos quando rumores de lançamento antecipado surgem — e é exatamente isso que aconteceu.

Surgiram na internet fotos de uma caixa do game sendo aberta, sendo que a pessoa que as mostrou disse ter comprado o título em uma loja. O nome do lugar não foi divulgado, no entanto, então são apenas boatos. E a data de lançamento oficial continua sendo 14 de setembro.

Enquanto isso, o site mtv.com conseguiu novos detalhes sobre o sistema de armaduras personalizáveis presente em Reach. Como já sabemos, o jogador ganha pontos durante o game que podem ser utilizados para a compra de modificações — que são aplicadas a seu personagem e modificam consideravelmente sua aparência, voz e até mesmo suas habilidades.

Peças específicas, como capacetes, ombreiras, joelheiras e demais acessórios poderão ser alterados pelo jogador conforme sua vontade, dependendo apenas daquilo que ele possui em seu arsenal no momento.

Isso tudo estará disponível a todos os jogadores, mas alguns efeitos adicionais poderão ser desbloqueados por aqueles que são realmente dedicados. Eles são chamados de armor effects e alteram consideravelmente uma determinada característica do personagem — além de serem pensados principalmente para o modo multiplayer. Confira:

Grunt Birthday Party (Custo: 100.000 Credits) – A cabeça do jogador explode em um monte de confetes quando é morto por um headshot.

Hearts (Cost: 200.000 Credits) – Quando o jogador morre, corações aparecem em volta de seu corpo.

Pestilence (Cost: 1.000.000 Credits) – A armadura do jogador irradia constantemente uma nuvem escura de insetos.

Lightning (Cost: 2.000.000 Credits) – A armadura do jogador irradia eletricidade constantemente.

O objetivo é mesmo se divertir, e o produtor executivo do título, Joseph Tung, afirmou não acreditar que esse tipo de modificação atrapalhe a experiência de jogo. Para quem quer fazer contas, uma partida pode recompensar o usuário com até 500 pontos — logo, é preciso no mínimo 4.000 delas para conseguir comprar os raios em volta da armadura... Não são muitos que obterão essa modificação.

Img_normal

Ainda sobre Reach, os desenvolvedores devem manter o suporte ao título após o lançamento, especialmente no que diz respeito a DLCs voltados ao multiplayer. Segundo Brian Jarrard, da Bungie, eles querem manter o estilo do passado e continuar a apoiar o jogo e sua comunidade, de forma a melhorar a experiência dos jogadores.

Experiência essa que os desenvolvedores esperam ser tão boa quanto a de títulos anteriores da série. Alguns deles chegaram até mesmo a jogar Halo 2 nos últimos meses do game para ter uma ideia do que fez o jogo ser tão jogado, mesmo anos depois de seu lançamento e até o desligamento da Xbox Live original. Ou seja, se depender dos criadores da marca, os fãs terão todo o apoio para se divertir à beça.

Halo em papel e tinta

Enquanto isso, no mundo da literatura, a editora Tor Books anunciou uma parceria com Karen Traviss para o lançamento de uma nova série de livros da franquia Halo. Independentes da trilogia que está sendo criada por Greg Bear, estes novos títulos contarão uma história que retrata os acontecimentos ocorridos após Ghosts of Onyx. A promessa é de explorar o universo da marca depois da narrativa de Halo 3.

Karen Traviss é especialista em livros de ficção científica, tendo lançado várias obras da franquia Star Wars — e até mesmo escrito para as adaptações literárias de Gears of War. Ainda não há data de lançamento prevista, mas é de se esperar que esses novos capítulos apareçam somente no ano que vem, já que a trilogia de Greg Bear deve ser iniciada ainda este ano.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.