Obsidian não quer que The Outer Worlds seja um jogo politicamente carregado

Obsidian não quer que The Outer Worlds seja um jogo politicamente carregado

Último Vídeo

The Outer Worlds, novo jogo da Obsidian, será um RPG com a marca da empresa, tratando de assuntos atuais de um jeito divertido e despojado. E isso foi reforçado pelo co-diretor do game, Leonard Boyarski, que disse que o estúdio não quer fazer dele um título politicamente carregado.

Em entrevista ao site Videogame Chronicle, Boyarski, também co-criador de Fallout, revelou que o jogo se passa em um futuro em que megacorporações começaram a colonizar outros planetas e que, por isso, a trama faz referências pesadas ao "lado negro do capitalismo". Mesmo assim, o diretor disse que a intenção da Obsidian não é fazer um jogo político, mas algo mais divertido.

"Eu gosto de dinheiro. Eu não sou contra o capitalismo e, em vários aspectos, estou feliz com a nossa sociedade. Obviamente, existem vários meios em que isso poderia ser melhor. Nós começamos o desenvolvimento de Outer Worlds em abril de 2016 e algumas coisas aconteceram no mundo desde então que ninguém esperava", disse Boyarski.

(Fonte: Obsidian Entertainment/Divulgação)

O diretor disse que a história de The Outer Worlds é menos uma crítica ao capitalismo moderno e mais sobre o poder e como ele é usado contra as pessoas que não o tem.

The Outer Worlds será lançado para PC, Xbox One e PlayStation 4 no dia 25 de outubro.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.
Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários