Outlast 2 é banido na Austrália por violência sexual implícita

Outlast 2 é banido na Austrália por violência sexual implícita

Último Vídeo

Os australianos são intransigentes quando atribuem a classificação etária de jogos, filmes, séries e outros conteúdos de entretenimento. O mais novo integrante dessa (imensa) lista é Outlast 2, que foi banido por lá. Sim: a sequência não chegará à terra dos cangurus.

A entidade que avalia essa questão alegou que o jogo “exibe, expressa ou trata sobre assuntos de sexo, uso de drogas ou vício, crime, crueldade, violência ou repulsa de uma forma que ofende os padrões da moralidade, da decência e da propriedade geralmente aceitas por adultos sensatos a um ponto em que não devem ser classificados”, justifica o texto do órgão.

Resposta da entidade a questionamentos

Perguntada pelo Kotaku Australia sobre tal banimento, a entidade afirmou que o jogo seria “potencialmente etiquetado como 18+ se não houvesse violência sexual implícita”. Foi isso que, nas palavras do estatuto, feriu as regras de aceitação do jogo por lá.

E agora, como faz?

A Red Barrels, desenvolvedora do título, pode tentar reinscrever seu produto com as mudanças necessárias para que ele seja aceito no país oceânico. Basicamente: o conteúdo teria de ser censurado. Dessa forma, as alterações poderiam dar uma nova chance à classificação etária do jogo por lá.

A Austrália tem tradição em banir jogos. Manhunt, Hotline Miami 2, Syndicate, Postal e até mesmo South Park: The Stick of Truth são apenas alguns dos nomes que nunca deram as caras naquele país ou passaram por censura e precisaram ter o conteúdo editado.

E isso porque a coisa melhorou: até 2013, a idade máxima para materiais explícitos/violentos lá era de 15 anos (15+). Não existia um 18+, que só veio depois. Ainda assim, as regras são rigorosas. Cada país com suas diretrizes, certo? Opine sobre o assunto na seção destinada aos comentários, logo adiante.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.