Voxel
01
Compartilhamento

Overwatch terá balanceamento de personagens e diretor fala de toxicidade

Último Vídeo

Apesar de ter saído há um tempo, Overwatch ainda é um jogo extremamente relevante na cena. Como é de praxe em jogos da Blizzard, o suporte contínuo ainda está firme e forte e mais mudanças chegarão em breve ao jogo, principalmente em respeito ao balanceamento de personagens.

Em um vídeo de desenvolvimento, Jeff Kaplan explicou sobre mudanças que chegarão a vários heróis, como a Mercy. Segundo o diretor, a curandeira terá sua habilidade Ultimate reduzida para diminuir o impacto dos seus poderes de ressurreição. Apesar de grande parte da comunidade acreditar que isso seja uma atitude ruim, Kaplan explica que estará de olho para ver se a personagem ficará fraca demais.

Além disso, o diretor mencionou que Hanzo e Junkrat terão algumas pequenas mudanças em certas skills que desencontram com o que a Blizzard busca no momento, como as flechas múltiplas de Hanzo, que podem matar certos oponentes em um só tiro no pé. Além disso, Kaplan acredita que Symmetra e Mei não necessariamente precisam de buffs, já que são personagens mais situacionais e menos flexíveis, mas que a Blizzard também está prestando atenção para ver se elas precisarão de mudanças. Confira o vídeo:

Por fim, Kaplan comentou também sobre a comunidade tóxica que transita nas partidas. De acordo com o diretor, a função adicionada recentemente que permite os jogadores de consoles darem feedbacks de outros usuários ajudou bastante. De acordo com os relatórios, essas ações reduziu a Linguagem Abusiva em 17% e o número de jogadores que foram reportados subiu em 20%.

Apesar de Kaplan ver isso de forma positiva, ele diz que ainda há muito o que se fazer e que o problema ainda não foi eliminado. Por fim, ele comentou que a Blizzard está de olho fora do game também, observando vídeos no YouTube e Twitch que tenham comportamentos tóxicos. Overwatch está disponível para Xbox One, PlayStation 4 e PC.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.