Voxel

Para a Ubisoft, utilizar franquias de sucesso pode ajudar o crescimento de jogos gratuitos

Último Vídeo

Apesar de serem cada vez mais comuns, muitas pessoas ainda guardam certo preconceito com jogos gratuitos, os chamados “free to play”. Geralmente, quando o jogador vê isso, pensa em um título inacabado ou ruim, que não conseguiria reverter lucro suficiente para ser lançando comercialmente. Agora, Stephanie Perotti, diretora mundial de jogos online da Ubisoft argumenta sobre como isso pode mudar.

Em uma entrevista ao site MCV, Perotti concordou que, no início do método, a maioria dos jogos gratuitos era de baixa qualidade, o que criou esse estigma junto aos jogadores. Ela argumenta que, hoje em dia, é possível encontrar diversos títulos gratuitos de boa qualidade, como League of Legends, que atrai novos jogadores não só por ser de graça, mas também por ser tão bom quanto outros games pagos.

O poder das franquias bem sucedidas

Perotti afirma que um bom jeito de provar aos gamers que jogos gratuitos também podem ter qualidade, é atraí-los com franquias conhecidas. Para ela, a Ubisoft tem buscado expandir o bastante suas séries mais famosas para que sejam lançados títulos para todos os públicos.

Dessa forma, seria mais fácil apresentar as franquias para jogadores que não se sentiriam confiantes em pagar por um novo jogo. Apresentando um título gratuito de qualidade pode trazer um gamer para a empresa e ainda proporcionar um bom entretenimento.

Perotti termina afirmando esperar que, futuramente, jogadores não separem mais jogos pagos de gratuitos, chamando-os apenas de “jogos”, focando na sua qualidade e não na maneira como eles são apresentados.

A Ubisoft pretende investir pesado em jogos “free to play” e, recentemente, anunciou a produção de Assassin’s Creed: Utopia e The Mighty Quest for Epic Loot.

Fonte: MCV

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.