Voxel

Para criador de Mega Man, portáteis e celulares têm propostas diferentes

Último Vídeo


A popularidade dos celulares como plataforma de jogos colocou em xeque o desenvolvimento de títulos para portáteis. Apesar de a discussão sobre o futuro ser sempre na base de hipóteses, a queda das ações da Nintendo durante a Tokyo Game Show mostrou que a preocupação é mais real do que se pensava e muita gente já vê os smartphones como os sucessores dos video games de bolso.

Porém, para Keiji Inafune, criador da série Mega Man, esse futuro não precisa ser tão pessimista quanto se imagina. Segundo ele, é possível que os dois tipos de sistemas possam coexistir graças às diferenças existentes entre os dois estilos e suas características individuais. Para ilustrar sua opinião, Inafune compara a situação com a “rivalidade” existente entre as câmeras profissionais e os celulares capazes de tirar foto: ambos fazem a mesma coisa, mas com níveis de qualidade diferentes.


Ele diz que o mesmo acontece com games. Por mais que o mercado de smartphones esteja crescendo, isso não significa que os títulos lançados para eles sejam os mesmos encontrados em consoles. Inafune complementa e diz que ninguém pegará um iPhone para jogar por quatro ou cinco horas consecutivas.

Desse modo, o criador de Mega Man afirma que é preciso que os estúdios pensem dessa forma na hora de desenvolver seus projetos. Segundo ele, as pessoas não querem comprar grandes consoles para ter títulos simples, pois isso é algo que elas podem fazer com US$ 1 em seus celulares.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.