Voxel
49
Compartilhamentos

Para justificar conexão obrigatória, Microsoft dá mais detalhes da nuvem

Último Vídeo

Fonte: Reprodução/Slashgear

A conexão obrigatória no Xbox One permanece uma incógnita. As informações divulgadas até agora não esclareceram, em todas as letras, se o console precisará estar conectado 24 horas por dia ou não. Para justificar essa eventual necessidade, a Microsoft explicou mais alguns detalhes da tecnologia de computação na nuvem da qual seu novo console fará uso.

Conforme relatado aqui no BJ, parte do processamento das cargas computacionais do hardware pode ser aliviada à nuvem. O gerente-geral da divisão da Microsoft para Redmond, Matt Booty, disse que “uma fração do processamento na nuvem pode ser focada em elementos como iluminação e névoa nos jogos”.

“Esses detalhes não precisam ser atualizados em tempo real e podem ser processados em plano de fundo. São perfeitos candidatos para o console aliviar suas cargas computacionais à nuvem, sendo que ela pode aguentar bem o tranco”, afirmou Booty.

Como sabemos, o Xbox One contará com mais de 300 mil servidores dedicados, o que otimizaria o tempo de resposta a todas as ações online. E a nuvem acabaria sendo um dos argumentos da Microsoft para uma eventual exigência de se estar conectado. Booty explicou que a gigante “vai explorar rápidas conexões e a tecnologia na nuvem”.

“Todos nós sabemos que a internet pode cair ocasionalmente, mesmo que hoje precisemos dela tanto quanto a eletricidade. No caso de acontecer, o jogo inteligentemente terá de lidar com isso”, declarou o executivo da Redmond.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.