Voxel

Para Naughty Dog, multiplayer não vai prejudicar a campanha de The Last of Us

Último Vídeo

Img_normal"Olhe, Simba, tudo isso que o Sol toca é o modo single player!"

Desde que a Naughty Dog anunciou The Last of Us, todo o foco do material de divulgação era a campanha principal e sua história, deixando claro que essa característica será um dos pontos fortes do game. E será que, dentro dessa proposta, um modo multiplayer é realmente necessário?

Ao menos para o responsável pelo gerenciamento de comunidade do estúdio, Arne Meyer, sim. Em resposta a uma crítica feita por um leitor do Blog Oficial do PlayStation em relação à existência de uma modalidade online, ele respondeu que a produtora está se esforçando para que esse recurso não prejudique o single player.

Segundo Meyer, a Naughty Dog se esforça para fazer com que multiplayer não seja apenas um anexo da campanha principal, mas que seja bom o suficiente para criar uma experiência complementar ou diferente que valha a pena. Para ele, se essa sensação surgir, a modalidade será cortada antes de o título chegar às lojas.

Img_normal
Para reforçar isso, o gerente de comunidade explicou que há duas equipes trabalhando na criação de The Last of Us, sendo uma apenas para o single player e outra para o modo multijogador. A ideia é que, com esses dois times agindo em paralelo, o resultado final seja o melhor possível.

Meyer também negou a possibilidade de que o desenvolvimento do multiplayer esteja “roubando” recursos de produção destinados à campanha e que esse tipo de política nunca foi defendida pela Naughty Dog. Tanto que, desde Uncharted 2, o estúdio trabalha com essa lógica de divisão de pessoas e de dinheiro para a criação de seus jogos.

Fonte: Blog Oficial do PlayStation, MP1ST

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.