Voxel

Para Pachter, Wii U está fadado ao terceiro lugar

Último Vídeo


Em entrevista ao canal de televisão ABC, dos Estados Unidos, o analista Michael Pachter, da companha Wedbush Morgan, questionou por que alguém compraria um Nintendo Wii U além da possibilidade de aproveitar os jogos da Nintendo.

“A Nintendo está com um problema muito sério. Ela esperou dois anos a mais do que do que deveria para lançar um console competitivo de alta definição. Quando isso finalmente aconteceu, a concorrência já havia a superado e agora a companhia tem muito com o quê se preocupar. Enquanto você ouve as grandes companhias empolgadas em apoiar o Xbox One e o PlayStation 4, pouco se diz a respeito do Wii U. E nós sabemos que a Electronic Arts não está desenvolvendo nada para o console”, declarou.

Para o analista, se companhias como a Activision, a Ubisoft e a Take-Two não apoiarem mais o console da companhia, o Wii U será limitado a ser um console apenas com jogos da Nintendo, praticamente da mesma forma como o NES era em 1985.

“Vai ser difícil conquistar muitas vendas se eles não tiverem jogos como FIFA, Call of Duty, Battlefield e Grand Theft Auto. Com o PlayStation 4 chegando em breve por apenas US$ 50 a mais, quem vai querer comprar um Wii U?” concluiu.

Apesar de muitos pontos levantados pelo analista serem de fato preocupantes (como a falta de apoio da Electronic Arts), é interessante notar que algumas das franquias citadas por Pachter, como Grand Theft Auto, nunca chegaram a ser lançadas nos consoles de mesa anteriores da Nintendo. Será que a situação do console é tão preocupante quanto alardeia o analista?

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.