Voxel
81
Compartilhamentos

Para Ubisoft, lançamentos anuais não prejudicam série Assassin’s Creed

Último Vídeo

Img_normal
O fato de Assassin’s Creed IV: Black Flag ter sido anunciado tão pouco tempo depois de AC3 deixou muita gente com um pé atrás em relação aos planos da Ubisoft em tornar a franquia como anual. Afinal, como trazer novidades se todo ano tem um jogo novo? Pois o estúdio garante que não há com o que se preocupar.

De acordo com o diretor criativo do game, Jean Guesdon, os lançamentos recorrentes não vão tornar repetitiva a fórmula usada na saga dos assassinos. Segundo ele, a produtora tem os recursos necessários para manter a fórmula sempre atraente e renovada — e uma boa dose de imaginação.

E a confiança de Guesdon é justificável. Para ele, a trajetória da série até agora demonstrou que a Ubisoft está seguindo pelo caminho certo e que ainda é possível explorar muitas outras possibilidades de manter a franquia sempre atual.

Img_normal
O diretor ainda comenta que o trabalho da equipe de criação é sempre surpreender o jogador com novas ideias, unindo conceitos diferentes com aquilo que já é característico dentro do universo Assassin’s Creed. E isso deve se repetir em Black Flag, seja por conta das novidades na jogabilidade, na criação de um novo tipo de mundo aberto ou no próprio apelo dos personagens principais e secundários.

Quase um spin-off

Além disso, Guesdon comentou um pouco mais sobre o processo de criação de Assassin’s Creed IV e afirmou que Black Flag nasceu, originalmente, como uma ideia de spin-off de Assassin’s Creed III. No entanto, o projeto cresceu de tal forma, com mecânicas e possibilidades inéditas, que a Ubisoft decidiu torná-lo um título independente do game anterior.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.