Voxel

Para Valve, Big Picture e Steam Box vão permitir que usuário extrapole as barreiras do PC

Último Vídeo

(Fonte da imagem: Reprodução/PCR)
Na última semana, os jogadores de PCs não falaram em outra coisa a não ser no Steam Box, o suposto console da Valve totalmente baseado na popular plataforma de distribuição digital. Com os primeiros indícios de que a empresa realmente está investindo na produção de hardware próprio, surgiu a dúvida: por que diabos ela quer partir para a briga com os consoles quando já é líder no mercado de computadores?

Para o designer de produto da companhia, Greg Coomer, a resposta é simples: para não perder espaço. Segundo ele, quebrar as barreiras do PC e levar seus jogos para outros lugares da casa era algo que os consumidores pediam há tempos e que foi exatamente para evitar que isso se transformasse em frustração — e consequentemente em perda de clientes —, a gigante decidiu agir.

Tanto que o Big Picture foi o primeiro passo nessa direção, permitindo que os jogadores deixassem de ficar presos apenas a seus computadores e pudesse levar o Steam para suas TVs.  Já com o Steam Box — ou seja lá como ele for realmente se chamar — a ideia é oferecer ainda mais liberdade nesse quesito.

Por fim, Coomer ressalta que é loucura uma empresa com 50 milhões de usuários ativos e um catálogo de títulos enorme não dar ouvidos àquilo que o consumidor quer — o que pode significar que teremos mais novidades sobre a entrada da Valve no mundo dos hardwares aparecendo em breve.

Fonte: Polygon

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.