Personagem de The Last of Us pode ser LGBT com mais fama no mundo dos games

Personagem de The Last of Us pode ser LGBT com mais fama no mundo dos games

Último Vídeo

Todo ano, a Aliança Americana de Gays e Lésbicas Contra a Difamação (GLAAD, na sigla em inglês) seleciona personagens LGBT relevantes em várias mídias, como cinema, TV, quadrinhos e jogos, apontando como alguns deles se destacaram por fugirem de modelos convencionais e estereotipados.

Ano passado, a GLAAD elogiou os desenvolvedores de The Last of Us por conta do personagem Bill, que, apesar de não ter uma participação muito longa no jogo, tem momentos bastante marcantes. A sexualidade dele é demonstrada de uma forma não caricata e usada apenas como forma de agregar um pouco mais de nuances à história.

Este ano, por conta do DLC, o jogo foi novamente elogiado pela organização e ganhou destaque na lista.

AVISO: Os parágrafos abaixo contêm spoilers referentes ao DLC Left Behind

Durante a história de The Last of Us, Ellie revela que foi mordida no mesmo dia em que perdeu a melhor amiga. O DLC Left Behind explora justamente os dias que antecedem a tragédia, com a garota confessando os seus sentimentos e sendo correspondida, dando ainda mais profundidade à história da menina e mostrando quão dolorosa teria sido essa perda.

De acordo com a GLAAD, por conta da confirmação do filme de The Last of US e de uma suposta continuação do game planejada para 2016, Ellie está marcada para ser a personagem LGBT mais famosa dos jogos.

Quem jogou o DLC provavelmente não se surpreendeu com a indicação da organização de que Ellie é uma personagem LGBT bem elaborada e intrigante, porém ainda não há nenhuma confirmação oficial de que o jogo receberá uma continuação em 2016. Talvez a GLAAD tenha tirado do armário alguma surpresa que a Sony estava guardando.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.