Voxel

Personagens “poderosas” são segredo do sucesso de Gears of War com as mulheres

Último Vídeo


A fuga dos clichês e o “poder” das personagens femininas de Gears of War é vista, pelo menos pelo diretor de arte da Epic Games, Chris Perna, como o principal motivo para o sucesso do título. Na visão dele, as mulheres exibidas no jogo são mais verossímeis e, sendo assim, se destacam mesmo em meio à grande quantidade de homens fortões e bombados.

Anya, de Gears of War 3, é o grande exemplo disso. Perna afirma que ela ainda é feminina, apesar de abalada pela guerra e combatendo lado a lado com seus companheiros do sexo feminino. Para o designer, é muito fácil cair no clichê e exibir o típico estereótipo de mulher geek – loira, peituda e carinhosa – mas isso não é suficiente para ganhar as jogadoras.

Tais declarações levam a um questionamento: será possível que um dia a gente veja uma protagonista feminina em Gears of War? É aqui que Perna se mostrou reticente e afirmou que isso pode ser um pouco difícil de se justificar do ponto de vista do mercado. Ele não entra em detalhes, mas dá a entender com a afirmação que a franquia, apesar de bem-sucedida com as mulheres, não tem elas como um público-alvo expressivo.

Uma nova componente na batalha

Gears of War 3 foi o primeiro game da série a introduzir personagens femininas controláveis, e o novo Judgment pretende continuar essa onda. A estreante aqui é Sofia Hendricks, uma ex-jornalista que virou médica de batalha para garantir que as guerras que ela tanto cobriu cheguem a um fim.

O novo capítulo da série chega em 19 de março de 2013.

Fonte: Revista oficial do Xbox 360

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.