Peter Moore, da EA, diz que as disputas entre os consoles são positivas
34
Compartilhamentos

Peter Moore, da EA, diz que as disputas entre os consoles são positivas

Último Vídeo

O Diretor de Operações da Electronic Arts, Peter Moore, vê diversos benefícios nas disputas que ocorrem entre os consoles, principalmente travadas pela Sony e Microsoft. Em entrevista ao site GamesIndustry Internacional, ele revelou suas impressões sobre as possibilidades trazidas pela nova geração. “Eu acho que haverá grandes disputas [no mercado] nos feriados [Natal]. E, como um publicador de jogos third-party, nós nos sentamos no ponto ideal”, disse Moore, referindo-se às datas em que os jogos costumam vender mais nos Estados Unidos.

Segundo ele, é necessário que empresas grandes como Sony e Microsoft batalhem entre si e criem novas possibilidades de investimento em plataformas únicas e diferentes. Além de esse fator estimular o grau de competitividade do mercado, é nesse momento que, de acordo com Moore, podemos esperar por novidades relevantes (já que os títulos exclusivos querem usar as funcionalidades específicas dos seus consoles).

A competição é algo saudável e estimulante

Quando há um grande favorito e vencedor, sem altos níveis de competitividade e com rivais, o mercado pode se tornar um ambiente não muito amigável e os jogos podem ser menos inovadores. Esses comentários de Moore foram ditos com base em perguntas específicas sobre as plataformas da nova geração e o público gamer em si. De acordo com ele, o PlayStation 3 o Xbox 360 terão um bom suporte por pelo menos dois ou três anos com os jogos da Electronic Arts – para alívio de muitas pessoas que ainda não puderam comprar os novos consoles.

É claro que podem ocorrer exceções, como foi o caso do PlayStation 2, que recebeu o suporte da Electronic Arts e de outros desenvolvedores por mais de 10 anos. “Nós vamos continuar a fazer jogos para essas plataformas enquanto os fãs desejaram comprá-los”, garantiu Moore na reportagem. Trata-se de um período de adaptação e de migração entre gerações, sendo que as grandes bases de gamers estabelecidos no PlayStation 3 e no Xbox 360 não podem ser ignoradas.

O Chefe da Divisão de Jogos da Microsoft, Phil Spencer, congratulou as mais de sete milhões de unidades do PlayStation 4 da Sony que foram vendidos nos primeiros meses. Contudo, como ambos os consoles são encontrados hoje por preços iguais nos Estados Unidos (o Xbox One sem o Kinect possui o mesmo valor do PlayStation 4, US$ 400) é provável que esse quadro mude logo – e nós só estamos no início da nova geração.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.