Phil Spencer fala sobre planos futuros para Windows 10 e Xbox One

Phil Spencer fala sobre planos futuros para Windows 10 e Xbox One

Último Vídeo

E não dá outra: o assunto do momento é a Microsoft e o seu sistema operacional recém-anunciado, o Windows 10. E, como muitos já perceberam, ele abre o leque de possibilidades para os jogadores, e algumas delas foram explicadas por Phil Spencer, chefe da divisão Xbox na empresa de Bill Gates. 

Em um bate-papo, Spencer falou sobre o famoso “pague um, leve dois” (ou cross-buy, se assim preferir), dando a entender que isso é algo que está em curso dentro da Microsoft. Entretanto, não ficará a cargo da empresa responsável pelos consoles da família Xbox definir os games que se enquadrarão nessa categoria, sendo essa missão repassada para as produtoras. 

“Somos a plataforma. Vamos permitir que os produtores decidam o que fazer com seu conteúdo. Não darei o conteúdo de ninguém para os outros, não é a nossa função. Quem vai definir o game que vai aparecer em ambas as plataformas é quem está vendendo ele. Vamos deixar as produtoras decidirem o modelo de negócio que querem para os seus títulos”, comentou Spencer. 

No que diz respeito a games vindos de estúdios ligados à Microsoft, o executivo disse que isso é algo no qual é preciso pensar, mas que possivelmente isso vai depender de cada um dos jogos oferecidos ao público.

Acesso aos desenvolvedores 

Outro ponto mencionado por Spencer durante o bate-papo é que, diferente do Games for Windows Live, no Windows 10 os desenvolvedores terão acesso total à Xbox Live e “a tudo que um desenvolvedor de Xbox One tem [acesso]”. 

“Você vai ver várias coisas em comum na jogabilidade e nas experiências. Fizemos Shadowrun e permitimos que donos de PC e Xbox 360 jogassem juntos, e acredito que foi tudo bem. Acho que você vai ver o mesmo foco criativo enquanto isso evolui até descobrir que jogos são bons para essa opção e quais não são. Resoluções entre PC e console vão ser diferentes em certas ocasiões, e controle contra mouse e teclado às vezes é um problema”, explicou o executivo, complementando que sua função é oferecer recursos e deixar que os desenvolvedores descubram o que fazer em casos como esse. 

Por fim, o chefe da divisão Xbox também comentou que não quer forçar os desenvolvedores a oferecerem suporte a partidas entre as plataformas, mas que está interessado em ver pessoas em consoles diferentes conversando entre si.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.