Platinum Games, que fez NieR: Automata, passará a editar os próprios jogos

Platinum Games, que fez NieR: Automata, passará a editar os próprios jogos

Último Vídeo

Com o sucesso de NieR: Automata e do lançamento de Bayonetta e Vanquish no PC, era natural que a desenvolvedora Platinum Games adquirisse mais autonomia em suas criações. E é exatamente isso o que irá acontecer: em entrevista ao site japonês Games Park (via Eurogamer), o produtor e executivo Atsushi Inaba confirmou que o estúdio passará a editar os próprios jogos.

A ação dará mais liberdade criativa para a Platinum

Mesmo sem revelar nenhum detalhe, Inaba disse que esse movimento deve dar mais liberdade criativa para as equipes trabalhando atualmente. Ao que tudo indica, o primeiro título que a Platinum editará sozinha não é grande - ou seja, deve funcionar como um teste para a nova estratégia, uma vez que envolverá menos risco financeiro para a empresa. Se der certo, a intenção é manter esse tipo de negócio daqui em diante.

Até o momento, a companhia não tem nenhum anúncio oficial sobre seus atuais projetos. No entanto, Inaba disse nesta semana que o estúdio está de olho em um possível Bayonetta 3, e que conversas sobre a produção do game já estão acontecendo.

A Platinum Games está desenvolvendo um novo jogo para Nintendo Switch

"Isso é apenas algo sobre o que você fala quando está fazendo uma série – quer continuar com o mesmo protagonista? Há vários precedentes para protagonistas que mudaram, então isso é algo que discutimos - se queremos continuar com a Bayonetta, ter um protagonista diferente, adicionar novos personagens -, mas certamente é algo que eu não posso dizer com certeza no momento", afirmou ao site Source Gaming.

Inaba também declarou recentemente, desta vez para revista Famitsu (via NintendoLife), que a Platinum Games está desenvolvendo um novo jogo para Nintendo Switch. Contudo, se limitou a comentar apenas que trata-se de um título "muito interessante" para o console da Big N.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.