Voxel

Polêmica: violência nos jogos é assunto no congresso dos Estados Unidos

Último Vídeo

Img_normal

Os altos graus de violência presentes em muitos tipos de jogos é novamente pauta no congresso americano. Os advogados da Associação de Consumidores de Entretenimento (ACE) entraram em contato com os políticos dos Estados Unidos para que eles não permitam o andamento de pesquisas que procuram certificar que os jogos exercem uma influência agressiva nas pessoas.

Segundo os membros da associação, pesquisas desse gênero só distraem o governo das reais causas de origem dos comportamentos violentos de alguns estudantes, como no triste caso de Newtown, em que um ex-aluno matou mais de 25 crianças.

Influências subconscientes

A lei que pode ser aprovada tem como objetivo pesquisar profundamente como os games violentos podem instigar, mesmo que subconscientemente, atitudes mais agressivas no público. Se sancionada, o órgão que vai conduzir as pesquisas é a Academia Nacional de Ciências, conhecida por ser uma das instituições mais precisas do país. O autor do projeto é Jay Rockfeller, que há tempos luta contra os jogos violentos no país.

No começo do ano, o presidente Barack Obama pediu separadamente para que o Centro de Controle de Doenças iniciasse pesquisas do mesmo gênero, analisando as possíveis relações entre os jogos e os comportamentos das pessoas. Por outro lado, a ACE alega que tragédias e as atitudes de jovens violentos ocorrem há décadas – antes mesmo da popularização dos jogos atuais.

Outros estudos feitos anteriormente já indicaram que os games não exercem tal poder de influência sobre os jogadores. Entretanto, pesquisas com abordagens diferentes devem ser realizadas nos próximos meses.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.