Voxel

Presidente da Nintendo não entende queda nas ações após anúncio do Wii U

Último Vídeo

Em declarações para a Reuters, o presidente da Nintendo, Satoru Iwata, afirmou que não compreende a queda de 5,7 % nas ações da “Big N” no mesmo dia em que o Wii U foi anunciado. Segundo ele, a reação dos investidores foi bem diferente da vista no Los Angeles Convention Center, onde estava acontecendo a E3. Segundo o executivo, a recepção dos presentes foi comparável à percebida quando o Wii foi mostrado pela primeira vez.

“É fácil obter a impressão errada de que [o Wii U] é apenas um console com um tablet. Quem esteve na apresentação e testou [o produto] entendeu muito bem as possibilidades que ele apresenta”, afirmou.

Ele admitiu, ainda, que a confusa apresentação do console também contribuiu para o resultado ruim. Na opinião dele, o foco no joystick do Wii U pode ter gerado mal entendidos. “Deveríamos ter nos esforçado em explicar como ele funciona”, completou. Ele justificou a demonstração afirmando que o console, efetivamente, é “quase invisível” e que a grande revolução do aparelho está no joystick.

Muro invisível

De forma a obter bons resultados com o Wii U, a Nintendo deve derrubar a barreira que separa seus consoles dos jogadores hardcore. Para Iwata, o ponto chave para essa mudança é o modo online, que deve ser “flexível” para os desenvolvedores, enquanto os gráficos de alta definição atrairiam o público que gosta de jogos de tiro.

Ele afirma ainda que a Nintendo errou ao criar uma estrutura online à qual os desenvolvedores de jogos deveriam se adaptar, e não o contrário. “Nosso posicionamento atual é atender aos desejos das produtoras (...) e permitir que elas façam tudo o que sempre quiseram.”

Iwata afirmou ainda que a Nintendo também está estudando uma forma de integrar o Wii U às redes sociais.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.