Prévia - 2014 FIFA World Cup Brazil – Um DLC com temática do Brasil

Prévia - 2014 FIFA World Cup Brazil – Um DLC com temática do Brasil

Último Vídeo

Como de costume, a Electronic Arts preparou mais um jogo de futebol para a Copa do Mundo. Baseado no motor gráfico do FIFA 14, a nova edição com as principais seleções do mundo chegou com pequenas mudanças na jogabilidade e um visual bem trabalhado que visa deixar o game mais brasileiro.

Para dar um gostinho do que vem por aí, a EA liberou a demonstração do jogo na PlayStation Network e na Xbox  Live. Disponível para PlayStation 3 e Xbox 360, a versão de testes vem com oito equipes, duas opções de uniformes para cada equipe, dois estádios e a bola oficial do evento.

A proposta principal aqui é colocar o jogador na Copa do Mundo, mas muitos jogadores estão na dúvida se vale mesmo a pena adquirir o game (que custa o mesmo que o FIFA 14). Analisamos os pormenores da demonstração para mostrar o que há de diferente, o que continua igual e dar um parecer inicial do que você vai encontrar na versão completa.

Mostrando as lindezas do Brasil

A primeira coisa que você verá ao entrar no jogo é a belíssima tela de fundo com as cores do Brasil. As imagens espalhadas por toda a tela fazem referências a diversos ícones de nosso país, desde os jogadores de futebol, até as belas paisagens e a nossa bandeira.

Outra característica notável já nessa primeira tela é a música de fundo. Com direito a sons de Emicida, sambas e outros ritmos, a EA tentou deixar o game o mais tupiniquim possível. Após navegar nos menus, você vai perceber que somente o modo “Kick-off” (amistosos) está disponível.

Obviamente, o game conta com os controles comuns que você já viu em outros títulos da série, sendo possível usar o layout alternativo (que imita as funções do PES). Uma vez definido isso, você pode escolher uma das seguintes equipes: Brasil, Japão, Austrália, Nova Zelândia, México, Estados Unidos, Inglaterra e Costa do Marfim.

Ao avançar para a tela seguinte, você pode definir qual uniforme é o seu preferido. Para deixar as coisas similares ao que vemos no mundo real, a desenvolvedora incluiu roupas que são bem semelhantes às verdadeiras. Há, no entanto, uma ou outra vestimenta que tem alguns detalhes diferentes.

Finalmente, está na hora de definir escalação e modificar os parâmetros da partida. Como se trata de uma demonstração, você só pode jogar partidas de 8 minutos (4 minutos para cada lado). A bola é a Adidas Brazuca, que mostra que você está participando do evento. O local da partida pode ser o Estádio do Maracanã ou a Arena da Amazônia. É hora de ir para o campo.

O espírito da Copa do Mundo

Uma vez iniciado o carregamento do jogo, o 2014 FIFA World Cup Brazil exibe alguns mini games para você treinar antes da grande disputa. Há diversos tipos de joguinhos, sendo que você pode tentar completar os desafios para ganhar pontos e desbloquear medalhas (nenhuma dá direito a conquistas e troféus, afinal, isso é uma demonstração).

Depois de terminar as brincadeiras, é hora de ir para o estádio. O jogo conta com apresentações magníficas dos estádios, o que mostra que a desenvolvedora teve um trabalho danado para projetar os ambientes das partidas. Tanto o Maracanã quanto a Arena da Amazônia estão simplesmente fantásticos.

As câmeras dão um bom passeio ao redor do estádio e, após isso, mostram as torcidas bem de perto. Com direito a festa de confetes, comemorações especiais e dancinhas, o clima é realmente de Copa do Mundo. Esses elementos que criam a ambientação fora do campo são bem desenhados, mas os gráficos não são tão belos quanto o que vemos nos atletas.

Por fim, podemos conferir a apresentação das seleções, com direito a técnicos muito bem desenhados e atletas cantando o hino de suas nações (apesar de que eles mexem a boca em partes que não há letra para ser cantada). Agora, vamos ao jogo que a bola já vai rolar!

Um jogo mais rápido

A jogabilidade de 2014 FIFA World Cup Brazil não está muito diferente do que presenciamos em FIFA 14. A movimentação está um pouco mais rápida, mas o jogo ainda tenta continuar com uma pegada mais no realismo, portanto não espere encontrar um game à la PES.

Em nossos testes, percebemos que o jogo tenta equilibrar todos os elementos, mas não que isso signifique perfeição. Os dribles, às vezes, demoram pra acontecer, os jogadores parecem não jogar com muita garra e nem sempre o goleiro age com inteligência.

Os dribles continuam muito parecidos, a movimentação não está tão diferente e o comportamento dos jogadores permanece o mesmo. Na demonstração, alguns membros das equipes parecem ter sua inteligência artificial afetada, não ajudando muito na progressão do time durante o jogo.

Enfim, é importante lembrar que a demonstração não é o jogo final (óbvio, né?) e que, portanto, algumas coisas podem ser alteradas até que a versão completa seja liberada. Ficamos satisfeitos com o resultado apresentado pela EA Games, porém ainda é difícil dizer se vale a pena gastar 200 reais em um DLC com tema do Brasil.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.