Prévia: invadimos as arenas de GunZ 2 – e saímos vivos para contar história

Prévia: invadimos as arenas de GunZ 2 – e saímos vivos para contar história

Último Vídeo

Lembro-me de quando vi “Kill Bill” pela primeira vez. As lutas com espadas e a movimentação dos personagens foram algo que me surpreendeu, e desde então fiquei imaginando como seria um game que seguisse uma linha parecida com a apresentada por Quentin Tarantino no filme. E eis que, para mim, a resposta veio em GunZ 2: The Second Duel. 

Continuação do jogo que ficou conhecido no Brasil apenas como The Duel, Gunz 2: The Second Duel aposta em combates dinâmicos com visão em terceira pessoa. E, para a felicidade de muitos, esse não é o tipo de game “pay2win”, ou seja, você não precisa desembolsar nada na vida real para se divertir e abater alguns oponentes por aqui. 

A magia está na velocidade 

Confesse: muitas vezes você ficou traumatizado com um game de tiro, seja ele em primeira ou terceira pessoa, pelo fato de o personagem se mover tão rápido quanto uma tartaruga num domingo após o almoço. Porém, essa é uma preocupação que você não terá neste game. 

Graças aos esforços da MAIET Entertainment, GunZ 2: The Second Duel oferece alguns dos combates mais dinâmicos que se tem na atualidade. Assim que o confronto começa, você tem a opção de realizar pequenas corridas para se aproximar do oponente, usar a parede como apoio para subir ou se aproximar lateralmente do adversário e outros recursos que variam de acordo com o personagem. 

Por falar em personagem, há quatro deles para escolher: Rena, Max, Elena e Ivan. Cada um possui habilidades específicas, pontos fortes e fracos variados e se comporta de forma diferente dentro do campo de batalha – especialmente nos movimentos com armas brancas. 

Você se lembra da menção sobre “Kill Bill” no começo do texto? É quando falamos sobre armas brancas que ela se faz mais forte. Sim, você pode ir para o campo de batalha e utilizar apenas armas de fogo caso queira, mas a parte divertida da brincadeira está em puxar a espada (ou espadas, dependendo do combatente escolhido) da bainha e avançar na direção do oponente em um ataque letal. 

Um pouco de estratégia faz bem 

Para aqueles que querem saber qual é a palavra de sucesso em GunZ 2: The Second Duel, aqui está ela: estratégia. Um bom jogador vai perceber que realizar combos com a espada é uma excelente forma de desestabilizar o oponente, mas combinar essas sequências com alguns tiros certamente vão deixar o seu marcador de mortes mais alto – e tudo isso porque, ao ser derrubado, o oponente abre as defesas para ofensivas com armas de fogo. 

Nessa brincadeira toda também deve-se levar em conta as habilidades dos personagens. Cada um deles pode carregar até três técnicas diferentes para as arenas e recorrer a elas sempre que preciso enquanto uma barra amarela de três níveis possuir energia (para recarregá-la basta investir sem dó contra aqueles que cruzarem o seu caminho). 

Já que mencionamos as arenas, elas também possuem papel fundamental nessa história. Elas foram bem construídas e, além de apresentarem ambientações variadas, também possuem níveis diferentes. Em algumas você pode se valer de veículos e caixas empilhadas para se esconder enquanto recarrega a arma, enquanto em outras há a opção de subir em áreas altas para ter um campo de visão mais limpo. “Ah, eu posso camperar?”. Bem, você até consegue, mas tudo é tão dinâmico que talvez não seja algo que compense. 

Aliás, a estratégia também é necessária no modo campanha do jogo. E antes que perguntem: não, não esperem algo bem trabalhado como visto em séries consagradas de tiro em terceira pessoa, como Gears of War. Aqui, ele serve basicamente para que você se acostume com a movimentação do personagem e outros elementos, e até quatro pessoas podem participar da mesma partida contra oponentes controlados pelo computador. 

Sem dores de cabeça 

Quando GunZ: The Duel já havia se tornado popular entre os que curtem jogos de ação, muitos reclamaram pelo fato de haver diversos trapaceiros nas arenas do game. Em GunZ 2: The Second Duel, ao menos nas batalhas que presenciei, ninguém estava usando algo para ter vantagem extra nos confrontos – e faço votos de que tudo continue desse jeito. 

Outra vantagem, em especial para os brasileiros, é que o game faz uma diferenciação da região na qual o jogador está. Ou seja, ao clicar no botão para procurar uma partida (que pode ser nos modos Deathmatch, Team Deathmatch, Team Elimination e Time Assault), o game automaticamente o colocará numa sala com jogadores que estão espalhados por vários pontos do nosso país. “HUE HUE”? Só se for para brincar com o oponente após eliminá-lo de forma vergonhosa. 

GunZ 2: The Second Duel é um game gratuito e está disponível para download no Steam.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.